Maranhão / Política

Futuro político de Edivaldo Júnior vai depender dos próximos 4 anos

A população está dividida e atenta. Se errar mais do que acertar, Edivaldo compromete seu futuro político

thumbnail_caminhada-de-edivaldo-no-lira-146

No último domingo (30), Edivaldo Holanda Júnior (PTD) saiu vitorioso das urnas no 2º turno em São Luís.

No entanto, a diferença entre o prefeito reeleito e o adversário, Eduardo Braide (PMN), foi de apenas 41.651 votos (7,88%). Esses números dizem muito sobre como a população está vendo o governo do pedetista na capital maranhense, e devem servir como uma reflexão a Edivaldo Júnior.

Os dados revelam que os cidadãos ludovicenses estão mais atentos e se informando cada vez mais acerca das ações de Holandinha enquanto gestor público. Portanto, está na hora de parar e refletir os reais motivos que levaram 46,06% do eleitorado de São Luís a votar no candidato Eduardo Braide para governar a cidade.

É necessário que o prefeito faça uma análise de todo o seu mandato anterior e reveja os erros e acertos, afinal os próximos quatro anos servirão de “vitrine” para que cada cidadão possa observar os passos do prefeito. Desse modo, permitir que ele alce voos mais altos na política maranhense.

Caso, cometa os mesmos erros da gestão passada, Edivaldo poderá encerrar a sua carreira política ao final de 2020. Portanto, terá que honrar os 285.242 mil votos que recebeu e cumprir o seu comprimisso com 100% da população de São Luís dando equidade às ações e investindo muito no bem‐estar da população.

Para sobreviver politicamente, precisará mais de aplausos do que de vaias pelos próximos quatro anos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários