Maranhão

Sem salários, motoristas e cobradores podem cruzar os braços em São Luís

A greve poderá acontecer devido à falta de recursos das empresas que atuam no transporte público de São Luís que só poderão efetuar o pagamento dos trabalhadores, dia 10.

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão foi comunicado por meio de oficio encaminhado pelo sindicato Patronal, SET, que devido à falta de recursos, as empresas que atuam no transporte público de São Luís, só poderão efetuar o pagamento dos trabalhadores, dia 10, ou seja, após o carnaval.

Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários, torna público sua revolta e de toda a diretoria que compõe a entidade, diante da decisão tomada por empresários do setor, prejudicando a categoria formada por motoristas, cobradores e fiscais que dependem dos salários para garantir o sustento da família.

“Já informamos nosso posicionamento ao SET. As empresas não podem causar esse tipo de transtorno aos seus colaboradores. Não vamos mudar nossa postura. Isso é um desrespeito a classe. Os empresários têm sempre essa conduta toda vez que se aproxima a data-base, período que é negociado os reajuste salarial da categoria. Estamos cansados desse tipo de situação. Se o dinheiro não cair na conta dos trabalhadores até essa sexta-feira (5), toda a categoria irá cruzar os braços, durante o período carnavalesco, isso significa que não haverá ônibus circulando em São Luís”, ressalta Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

A Secretaria municipal de Trânsito e Transportes está ciente dessa situação, cabe ao órgão tomar as devidas providências, como forma de evitar esse transtorno a população. Os empresários têm até as 18 horas de sexta-feira (5), para depositar o dinheiro da conta dos trabalhadores, caso contrário, será deflagrada greve de ônibus em São Luís.

IMG-20160205-WA0007

IMG-20160205-WA0008


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários