Maranhão

Sem ajuda para descer, deficiente joga cadeira de rodas de ônibus

Maria de Jesus relatou que o elevador não funcionava e que é recorrente a inoperância dos equipamentos.

Do G1, MA

cadeirante2

A cadeirante Maria de Jesus Rocha Chaves foi obrigada a jogar a cadeira de rodas do ônibus para descer do veículo, nesta terça-feira (26), na região da Cidade Olímpica, em São Luís.

Um vídeo enviado à TV Mirante pelo WhatsApp mostra o momento em que a plataforma do ônibus não funciona e a mulher é obrigada a jogar a cadeira do coletivo. Maria de Jesus relatou ao G1 que o elevador não funcionava e que é recorrente a inoperância dos equipamentos.

“Para subir no ônibus precisei da ajuda de populares, porque o elevador não funcionava e nem o motorista, nem o cobrador ofereceram ajuda. Na hora de descer, eles viram que estavam gravando e quiseram me ajudar e recusei. Fiz o vídeo para mostrar que os elevadores funcionam como enfeite dentro dos ônibus”, revelou.

A administração da empresa Solemar afirmou ao G1 que o ônibus 43626 , que faz a linha Cidade Olímpica – São Francisco, será recolhido para averiguação do funcionamento do elevador e que a empresa realiza manutenções preventivas e corretivas em sua frota, visando o bom funcionamento. A empresa disse ainda que são realizados treinamentos para que motoristas e cobradores saibam como operar os equipamentos.

Veja o vídeo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Sem ajuda para descer, deficiente joga cadeira de rodas de ônibus”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Jaiana

    Já vi isso acontecer, o elevador pra cadeirantes funcionando, e por má vontade do motorista e do cobrador em operar o equipamento os cadeirantes tem que fazer esses sacrifícios pra descer ou subir no ônibus, absurdo!

  2. Robson

    Moro na Cohama e todas as manhãs no ônibus que eu pego, tem um cadeirante que sobe sem problemas, a cobradora sabe manusear o equipamento e se mostra bem solícita com o rapaz.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários