Maranhão

Prefeitura de Itinga abandona matadouro e gado é abatido de forma clandestina

O único matadouro da cidade foi interditado pela Vigilância Sanitária estadual após uma denúncia do Ministério Público

Matadouro interditado pela Vigilância Sanitária

Matadouro interditado pela Vigilância Sanitária

Interditado pela Vigilância Sanitária estadual após uma denúncia do Ministério Público do Maranhão (MPMA), o único matadouro do município de Itinga está em estado de abandono há pouco mais de seis meses.

Sem condições de funcionar desde então, a prefeitura ainda não tomou providências para que a situação seja regularizada, o que faz com que os açougues da cidade comercializem carne de origem duvidosa.

Para se ter uma ideia, acredita-se que o gado esteja sendo abatido de forma clandestina, na “Moita” (linguagem dos matadores). Como não há fiscalização e nem acompanhamento veterinário do que está acontecendo, a situação vai sendo levada em ‘banho maria’.

Para não prejudicar o fornecimento de carne na região, alguns açougueiros passaram a abater o gado em Açailândia, mas logo desistiram, devido aos custos e a falta de interessa da prefeitura em solucionar o problema.

Basta saber se o prefeito da cidade consume a carne que é vendida do município e leva à mesa o filé encomendado de outras cidades.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários