Maranhão

Veja destaca retirada de agricultores em território indígena no MA

O jornalista de revista nacional publicou em seu blog, nesta quarta-feira (26), um texto em que fala sobre o descaso e truculência com pequenos agricultores estão sendo tratados no noroeste do Estado do Maranhão, devido ao processo de desintrusão da região que recentemente foi integrada ao território indígena Awa-Guajá. Reinaldo criticou, ainda, a omissão da imprensa nacional para o caso, que pouco tem falado sobre o
assunto.

A causa vem sendo debatida constantemente na Câmara Federal, expõe o descaso do poder público para cerca de 1.200 famílias que estão sendo expulsas da localidade. O parlamentar critica os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), informando que apenas 224 famílias estão aptas ao reassentamento.

“Estamos falando de grandes proprietários de terra, de fazendeiros ricos, daqueles plutocratas do agronegócio, que só existem na imaginação dos esquerdopatas? Não, senhores! É gente pobre! As coisas estão sendo feitas nos costumes pela Secretaria-Geral da Presidência, comandada pelo companheiro Gilberto Carvalho. A Força Nacional de Segurança e a Polícia Federal chegam para garantir a operação, armadas até os dentes, os pobres-coitados tiram o que podem, e tratores começam a demolir as palhoças”, destacou Reinaldo em seu texto.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Veja destaca retirada de agricultores em território indígena no MA”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. José João Macedo

    Índios…Índios…os EUA só se transformaram auto-suficiente em petróleo quando,expulsou os índios Apaches do Texas.O INCRA faz a maior enrolada e sai caríssimo um assentamento,agora expulsa 1.200 famílias q já moravam há mais de 20 anos,para colocar esses improdutivos e criadores de problemas.Não teria outra área para colocar essa tribo?

  2. Flávio Bittencourt

    E por quê Reinaldo Azevedo não fala nada quando esse mesmo poderio bélico do Estado vai pra cima dos povos indígenas?

    TODAS as pessoas têm que ser tratadas baseadas do critério da DIGNIDADE HUMANA….

    Chega de dois pesos e duas medidas…

  3. Flávio Bittencourt

    20 anos… rsrsrsrs

    essa foi o máximo!

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários