Maranhão

Obras de construção do Presídio de Segurança Máxima em São Luís são retomadas

Foto 3 Sejap - retomada obras de construção do presídioAs obras do Presídio de Segurança Máxima em São Luís serão retomadas. Esse foi o resultado de audiência pública realizada na manhã de quinta-feira (23) entre o secretário de Estado da Justiça e da Administração Penitenciária, Sebastião Uchôa, e moradores da comunidade Maruaí, em Pedrinhas.

Sebastião Uchôa explicou que essa visão negativa quanto à construção do presídio para as proximidades da comunidade precisa ser quebrada. “Sabemos do medo e do preconceito que as pessoas possuem com relação a ter um presídio próximo de suas casas, mas não será apenas a chegada do presídio, será também a possibilidade de trazer mais investimentos para a comunidade, principalmente no quesito segurança”, frisou.

Ele destacou que alguns moradores já estão trabalhando na construção da unidade e a ideia é que mesmo ao final das obras, pessoas da comunidade possam fazer parte do quadro de funcionários terceirizados da unidade.

Após a audiência os moradores permitiram a desobstrução da via e os caminhões com os monoblocos de concreto, utilizados na construção do presídio, oriundos do Rio Grande do Sul, puderam seguir para a área da construção da unidade.

Uma reunião entre representantes da comunidade, gestores da Sejap e de órgãos do governo e da prefeitura, ficou marcada para a tarde de sexta-feira (26), na sede da Sejap, para assinatura do termo de compromisso que garante melhorias em diversos setores à comunidade do Maruaí.

Presentes à audiência, os secretários adjuntos da Sejap, Kécio Rabêlo e Hamilton Louzeiro; o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MA, Luís Antônio Pedrosa; deputado estadual e presidente da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa, Roberto Costa; os vereadores Astro de Ogum e Fábio Câmara, além de representantes da prefeitura de São Luís e entidades religiosas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Obras de construção do Presídio de Segurança Máxima em São Luís são retomadas”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Ricardo Pinto

    ENQUANTO O ESTADO, A UNIÃO E A SOCIEDADE SE MOBILIZAM PARA RESOLVER O PROBLEMA CARCERÁRIO, O CANDIDATO DO PC DO B DE MATA ROMA INFLAMA O POVO CONTRA A CONSTRUÇÃO DE UNIDADES PRISIONAIS REGIONAIS. QUANTO PIOR MELHOR….

    SEXTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO DE 2014
    PRESÍDIO NÃO!
    Por: Glinoel Garreto

    Não é possível que tenhamos que aceitar essa situação indecorosa em Mata Roma. Um presídio???

    Já foi postado no Mata Roma em Foco e pela Vereadora Fernanda Maria o verdadeiro motivo da vinda desse presídio pra Mata Roma, os incentivos financeiros do Governo Federal, palavrinha mágica “Convênio”.

    Preocupa-me muito tal “empreendimento” em nossa cidade. Nossa prefeita mostra ter muito prestígio junto ao Governo do Estado, pois consegue muitas obras, mas eu pergunto: de que servem tantas clínicas sem médicos nem remédios? De que servem estádios e quadras sem nenhum incentivo à prática de esportes? E agora esse “prestígio” está trazendo um presídio, bela obra. Quem construirá? E não me venham falar em licitação, pois em Mata Roma tudo se terceiriza e às vezes se “quarteiriza”.

    Da mesma forma que são mal utilizadas as UBS e as praças esportivas, será essa unidade prisional, construirão, colocarão presos, e pronto! Nenhuma segurança para a população e nenhum cuidado com a vida dos apenados. A única coisa que parece de fato importar para essas pessoas que se dizem gestores públicos é a farra, a farra dos convênios.

    Fico imaginando nossa polícia – e quero deixar bem claro que a culpa não é dos policiais, mas sim da falta de contingente, falta de armamento, e falta de condições dignas, inclusive salariais – que não consegue ir atrás de bandidos que roubam uma moto como correrão atrás de presos fugitivos.

    Glinoel Garrêto

    Quanto tempo demorará a chegar um helicóptero do GTA para combater uma rebelião e recapturar fugitivos. Como ficará nossa pequena e querida cidade que já sofre absurdamente com o problema do crack e dos pequenos roubos frente a uma fuga de um presídio.

    E não me venham dizer que esse pseudo-governo estadual será capaz de garantir alguma segurança pra gente, porque isso está comprovado que eles não conseguem nem na capital, quanto mais em nossa pequena cidade.

    O sistema de segurança do Maranhão é tão eficiente que se colocarmos ele pra cuidar de três tartarugas, uma foge, uma engravida e a outra se vicia em crack!

    Mata Roma precisa de empregos, de saúde, de educação, de oportunidades. Presídio NÃO, pode mandar pra ilha de Curupu!

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários