Maranhão

25 de novembro: Dia Internacional de Luta pelo fim da Violência contra a Mulher

25 de novembro: Dia Internacional de Luta pelo fim da Violência contra a Mulher

25 de novembro: Dia Internacional de Luta pelo fim da Violência contra a Mulher

No Dia Internacional de Luta pelo fim da Violência contra a Mulher, nesta segunda-feira (25), o deputado Simplício Araújo (Solidariedade/MA) destacou a importância da data para as mulheres vítimas de violência. De acordo com o parlamentar, a violência contra as mulheres desrespeita a cidadania e os Direitos Humanos.

“É lamentável o drama vivido pelas mulheres que passam por essa situação. A violência está em todos os lugares e muitas vezes as vítimas não denunciam com medo do que o agressor possa fazer contra elas. Isso precisa acabar”, apontou o deputado maranhense.

A Lei Maria da Penha, criada em 7 de agosto de 2006, tem o objetivo de proteger todas as mulheres, de todas as classes sociais, contra as absurdas agressões cotidianas tão frequentes no Brasil. Desde sua entrada em vigor, foram registrados cerca de 450 mil processos contra agressores, ou mais de 60 mil ocorrências anuais, de acordo com a Secretaria de Política para as Mulheres da Presidência da República. De cada quatro casos, três referem-se a homens agredindo suas companheiras na frente dos filhos. As agressões estão presentes em todas as classes sociais, etnias, culturas e credos.

Simplício acredita que a Lei Maria da Penha deu às mulheres força na hora de fazer a denúncia, mas acredita que muito ainda precisa avançar. “É uma lei muito importante que veio para proteger as mulheres brasileiras. É preciso incentivar a denúncia, mas também preservar a mulher. Hoje em dia a mulher denuncia mas não existe uma proteção efetiva que dê segurança a ela”, concluiu.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários