Maranhão

Vixi! Três municípios maranhenses são alvo de operação da Polícia Federal

Policia_FederalOs municípios de , Barreirinhas, Bom Jesus das Selvas e Santa Luzia, no Maranhão, são alvo da Operação Miquéias, deflagrada nesta quinta-feira (19), pela Polícia Federal. A operação cumpre 27 mandados de prisão e 75 de busca e apreensão no Distrito Federal e em nove Estados: Maranhão, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Amazonas e Rondônia.

De acordo com a PF, o objetivo da operação, batizada de Miquéias, é desarticular duas organizações criminosas com atuações distintas: uma envolvida em lavagem de dinheiro e a outra acusda de má gestão de recursos de entidades previdenciárias públicas. Essa é a primeira operação da história da PF no combate a esta espécie de crime, segundo a corporação.

A investigação, de acordo com a polícia, começou há um ano e meio para apurar lavagem de dinheiro por meio da utilização de contas bancárias de empresas de fachada ou fantasmas, abertas em nome de “laranjas” ou “testas-de-ferro”.

A PF disse que detectou a existência de um “verdadeiro serviço de terceirização para lavagem do dinheiro proveniente de crimes diversos”. Nos dezoito meses de investigação, a polícia estima que foram sacados mais de R$ 300 milhões de reais nas contas dessas empresas.

Nas investigações foi detectado também pela PF que policiais civis do DF eram responsáveis pela proteção da quadrilha. A polícia descobriu ainda que a organização criminosa aliciava de prefeitos e gestores de Regimes Próprios de Previdência Social para que eles aplicassem recursos das respectivas entidades previdenciárias em fundos de investimentos com papeis geridos pela quadrilha, o que configurava o desvio dos recursos. Os prefeitos e gestores dos regimes próprios de previdência eram remunerados com um percentual sobre o valor aplicado.

Os presos devem responder por gestão fraudulenta, operação desautorizada no mercado de valores mobiliários, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e falsidade ideológica.

Além dos municípios maranhenses, foram confirmadas irregularidades especificamente nos Regimes Próprios de Previdência Social das seguintes prefeituras: Manaus/AM, Ponta Porã/MS, Murtinho/MS, Queimados/RJ, Formosa/GO, Caldas Novas/GO, Cristalina/GO, Águas Lindas/GO, Itaberaí/GO, Pires do Rio/GO, Montividiu/GO, Jaru/RO. Com informações do G1/MA.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Vixi! Três municípios maranhenses são alvo de operação da Polícia Federal”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Sergio Murilo Sampaio Costa

    Bom dia, antes de tudo quero parabenizar a ação da Polícia Federal, que para mim, é ainda uma das poucas instituições neste país que tem a minha credibilidade como cidadão; por isso, uso desse espaço para solicitar encarecidamente que seja investigada a denúncia feita pelo blog de Domingos Costa, da Raposa; blog este que foi proibido sua divulgação, eis a matéria divulgada: “A juíza titular do juizado Especial Civil e Criminal de Paço do Lumiar, Joelma Souza Santos acolheu o pedido de liminar do vice-prefeito Marconi Lopes para que fossem excluídas as matérias publicadas pelo blogueiro Domingos Costa relativas às suspeitas de prática de tráfico de influência no Tribunal de Contas do Estado (TCE)”. Essa é uma denúncia que mostra um esquema perverso de malversação pública e que dilapida vários municípios do Estado do Maranhão, envolvendo, inclusive o Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, Conselheiro Edmar Serra Cutrim. Passo agora a mostrar cópia retirada de uma das denúncias realizada pelo blog de Domingos Costa e que mostra a dimensão desse esquema fraudulento: “Recentemente o Maranhão presenciou parte do desfecho milionário da prática criminosa de agiotagem em diversos municípios do estado, nem é preciso citar aqui os males e a repercussão do caso, todos lembram muito bem.
    Outra prática que sangra os cofres públicos das Prefeituras maranhenses, semelhante, ou até pior, pode está sendo executado, e o centro das atenções é o polêmico Tribunal de Contas do Estado do Maranhão. ENTENDA – ‘multi’ advogado Marconi Lopes Neto, vice-prefeito e secretário de infraestrutura do Município de Paço do Lumiar. Diversos prefeitos e ex-prefeitos que buscam sanar suas irregularidades junto ao TCE-MA, misteriosamente, como num toque de mágica, são direcionados para o escritório/empresa denominado ‘Marconi Lopes – Advocacia e Consultoria’, sob o CNPJ: 07.652.130.001/58, situada à Avenida Ana Jansen, nº 02, Quadra 19, Ed. Centro Empresarial Mendes Frota, sala 504 – São Francisco, São Luís – MA. Depois que esse escritório assume a defesa junto ao TCE dos gestores e ex-gestores o resultado é sempre o mesmo: Aprovação! É tanta competência que dá até pra desconfiar. O proprietário da empresa é o ‘multi’ advogado Marconi Lopes Neto, vice-prefeito do Município de Paço do Lumiar onde também acumula cargo de secretário de infraestrutura. O cara manda e desmanda na Prefeitura da Cidade. Além do resultado vitorioso no Tribunal de Contas do Estado, o que mais chama atenção é a forma de pagamento pelo “serviço”. Um verdadeiro crime! A liquidação da dívida se dar através de contratos milionários com as prefeituras ligadas ao gestor defendido pela empresa de advocacia do Dr. Marconi. DINÂMICA E PREFEITURAS ENVOLVIDAS – Funciona assim: A empresa ‘Marconi Lopes – Advocacia e Consultoria’ realiza o serviço privado e recebe o pagamento com recursos do público. Isso mesmo! Seria tráfico de influência? Criminosamente a empresa do “vice-prefeito/secretário de Paço do Lumiar” sempre ganha a licitações na modalidade tomadas de preços com as prefeituras antes defendido no TCE. Prática ilegal, imoral que fere o princípio da concorrência. Como pode, uma empresa que ofereceu vantagens, ganhar licitação? Entre as inúmeras comprovações que o Blog do Domingos Costa tomou conhecimento, hoje, publicarei duas prefeituras envolvidas, nos próximos dias mais duas, depois mais duas… E assim vai… Vejamos: PALMEIRÂNDIA – Nas contas do ex-prefeito do Município de Palmeirândia, Nilson Santos Garcia, no TCE sob nº 2721/2009, aparecem Marconi Lopes e advogados do escritório na defesa. O Resultado do julgamento das Contas do ex-gestor não poderia ser outro, mesmo com ressalvas, Nilson Garcia saiu vitorioso do TCE. Em troca, o Diário Oficial do dia 13 de agosto deste ano de 2013, trás três resenhas dos contratos de tomada de preço, entre o escritório e a Prefeitura, hoje administrada pelo filho do ex-prefeito.No primeiro contrato o valor é de R$ 36.000,00(trinta e seis mil reais), o segundo R$ 72.000,00(setenta e dois mil reais) e o terceiro também no mesmo valor do anterior R$ 72.000,00(setenta e dois mil reais). Somados R$ 180.000,00(cento e oitenta mil reais). Empresa de Marconi advogou para Prefeito de Palmeirândia e recebeu como pagamento licitação milionária – FORTALEZA DOS NOGUEIRAS – Advogando para outro gestor, Eliomar de Souza Nogueira, desta vez, do Município de Fortaleza dos Nogueiras, processo nº 2677/2008, a empresa ‘Marconi Lopes – Advocacia e Consultoria’, utilizando os mesmos ‘modus operandi’, saiu vitoriosa no Tribunal de Contas do Estado. O prêmio, ou melhor, pagamento, não poderia ser outro: Diário Oficial do dia 24 de abril deste ano, mostra que Marconi ganhou uma Licitação na modalidade tomada de preço no valor de R$ 144.000,00(cento e quarenta e quatro mil), com a Prefeitura ainda administrada pelo gestor defendido pelo Advogado. Em Fotaleza dos Nogueiras, Marconi advogou para Prefeito e também recebeu como pagamento licitação milionária. E não para por aí, pensam que o “esquemão” funciona somente nessas três Prefeituras? Que nada, ainda tem mais, o Blog do Domingos Costa publicará nos próximos dias outras Prefeituras que a empresa ‘Marconi Lopes – Advocacia e Consultoria’, defende ou defendeu no TCE e em contrapartida ganhou contrato milionário. Esse escândalo é só a ponta do iceberg, de uma estrutura gigantesca que está prestes a ser desmontada. Relações políticas, apadrinhamentos e uma série de outros fatos escandalosos serão divulgados com exclusividade aqui no Blog. Aguardem mais que tem!”. Gostaria de pedir o sigilo de minha pessoa, uma vez que trabalho no próprio Tribunal de Contas, onde sou taquígrafo e trabalho em Plenário e todos sabem que a perseguição é grande contra qualquer pessoa que denuncia um esquema desse porte que envolve pessoas que deveriam gerenciar esse Estado com lisura e não o fazem. Qualquer contato comigo, me encontro nesse celular: Meu nome – Sergio Murilo S. Costa (98) 87496899 (oi); ou (98) 82570369 (tim). Espero continuar confiança nessa instituição e sobre tudo em manter meu anonimato.

  2. Priscila Araújo

    Amigos até que enfim que o Face – Mandacaru – Farol Preguiças estar surtindo efeito.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários