Maranhão

Maranhão é o único Estado fora do Sisutec, denuncia Rubens Pereira Júnior

imagesO Maranhão é o único estado da federação que não oferece vagas para os jovens que desejam ter acesso ao ensino profissionalizante gratuito. Segundo informações do Ministério da Educação (MEC), havia vagas disponíveis para o estado, mas nenhuma instituição de ensino maranhense está inscrita no Sistema de Seleção Unificada para Cursos Técnicos (Sisutec).

Em sua primeira edição, o Sisutec é a ferramenta do governo federal que incentiva a criação de vagas em instituições públicas, privadas, federais e estaduais aos alunos de baixa renda, inscritos no Enem e que não foram aprovados no Exame Nacional. Com o Sistema para Cursos Técnicos, o governo federal oferece uma nova possibilidade de profissionalização aos mais de 5 milhões de alunos que ainda não tiveram acesso ao ensino superior.

A denúncia veio do deputado estadual Rubens Jr., que ficou intrigado com o fato de o Maranhão ser o único estado a não oferecer uma vaga sequer no programa de acesso ao ensino profissionalizante. “Para que servem então quatro senadores maranhenses e tanto poder no governo federal, se ficamos fora dos bons programas do governo federal?”, questionou Rubens Jr.

Só nesta primeira edição, o Sisutec oferece em todo o país mais de 239 mil vagas em 586 instituições de ensino espalhadas nos 25 estados e DF. O Ceará, por exemplo, possui 6.125 vagas disponíveis aos alunos de baixa renda que fizeram o Enem, não foram aprovados, mas que obtiveram uma nota maior que zero na redação. No Piauí, 2.772 vagas estão disponíveis aos jovens que desejam fazer um curso profissionalizante.

O líder da oposição apontou que o governo estadual deveria atuar como o principal mediador e incentivador do programa federal entre os jovens maranhenses. “Infelizmente para o jovem maranhense só sobram dois caminhos: ir embora para outro estado ou seguir sem um curso técnico profissionalizante”, disse o líder. Para o parlamentar, a Comissão de Educação da Assembleia deve requerer junto ao ministro da educação, Aloizio Mercadante, a reabertura do prazo de inscrição das instituições e dos alunos maranhenses.

As inscrições para o Sisutec começaram na terça-feira (06) e encerram no próximo dia 12. Só no primeiro dia, mais de 100 mil candidatos se inscreveram no programa do governo federal. Os cursos oferecidos no programa pertencem em sua maioria às áreas da tecnologia da informação, saúde e setor industrial.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

6 comentários em “Maranhão é o único Estado fora do Sisutec, denuncia Rubens Pereira Júnior”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. JOSE DE ARIMATEA E SILVA

    O QUE DESQUAIFICA O DISCURSO DO DEPUTADO QUE ELE NEM SABE QUE O RESONSÁVEL É ELE ….UM IGNORANTE EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E CONTRIBUIRIA MUITO SE FICASSE CALADO A COMISSÃO DE EDUCAÇÃO DA ASSEMBLÉIA FEZ O QUE ??

  2. fernando

    É um absurdo mesmo a gente se deparar com essas situaçoes que esta o maranhao,. NO dia em que o governo federal promove um programa que poderia beneficiar milhares de maranhenses ,o maranhao não esta escrito… eu tentando a horas achar o maranhao na lista e nada..

  3. Pablo Lima

    Roseana e o melhor governo da vida dela.

  4. Saul

    mas ainda existe a possibilidade de ainda abrir vagas esse ano? #sonhandoalto

  5. Maria de Nazaré Vieira

    Esse foi o maior absurdo que já vi, o único estado a ficar de fora , isso é surreal. Agora quem quiser fazer um curso técnico tem que ralar pra pagar. Esperava por essa oportunidade, mas não foi possível, vamos lutar de alguma forma pra isso mudar?

  6. alisson santos

    isso é uma injustica com nós maranhenses esses politicos ladrões só sabem roubar bando de canalhas não servem pra nada, estou indignado com tudo isso, será que acham que não temos capacidade de nos formar em um curso técnico? isso é um absurdo,espero que resolvam logo essa situação e incluam o maranhão no sisutec…….

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários