Maranhão

Precariedade na Delegacia de Bacabeira é constatada

Na Delegacia existem duas celas destinadas aos homens e uma para as mulheres.

Juíza constatou precariedade na Delegacia.

Juíza constatou precariedade na Delegacia.

Enquanto o secretário de Estado da Justiça e da Administração Penitenciária (Sejap) Sérgio Tamer dorme no ponto, a juíza titular da 1ª Vara da Comarca de Rosário, Rosângela Prazeres, esteve na Delegacia de Bacabeira onde foi constadado mais uma vez, a precariedade das instalações da Delegacia de Bacabeira e péssimas condições de higiene a que estão submetidos os presos.

Na Delegacia de Bacabeira, existem duas celas destinadas aos homens e uma para as mulheres. Lá, no total, há 11 presos atualmente.

Durante a inspeção, a juíza tomou conhecimento de que a presa de Justiça da Comarca de São Luis, já condenada e que fora transferida desde 2012 para a Delegacia de Bacabeira por medida de segurança, apresentava muitas dores no corpo e se queixava de não conseguir sequer andar ou ingerir qualquer tipo de comida. De imediato, a juíza Rosângela Prazeres determinou que a presa fosse levada ao Hospital Socorrão II para consulta e internação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Precariedade na Delegacia de Bacabeira é constatada”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. .:Blog do João Silva:. | Delegacia de Bacabeira jogada as traças

    […] FONTE: NETO FERREIRA […]

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários