Maranhão

Colinas: Caema é obrigada a regularizar fornecimento de água e suspender cobrança

Em caso de descumprimento, a Caema será obrigada a pagar multa no valor de R$ 10 mil por dia.

A pedido do Ministério Público, a Justiça concedeu liminar em Ação Civil Pública determinando que a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) regularize, no prazo de 40 dias, o fornecimento de água no município de Colinas. A decisão judicial prevê ainda a suspensão do pagamento da tarifa pelos consumidores da cidade, a partir de novembro, até a solução definitiva do problema.

Em caso de descumprimento, a Caema será obrigada a pagar multa no valor de R$ 10 mil por dia até o limite de R$ 500 mil. A medida foi tomada pelo juiz Marcelo Matos e Oka em ação de autoria da promotora de justiça Letícia Teresa Sales Freire, titular da Promotoria de Colinas.

No procedimento, a representante do Ministério Público relata que o problema da falta d’água atinge a cidade há muito tempo e que alguns bairros chegam a passar meses sem o abastecimento. Segundo a promotora, a situação não poupa nem os prédios públicos, como o Fórum, a Promotoria, a Câmara de Vereadores, a Delegacia, hospitais e escolas. “Todos padecem diariamente com a falta do fornecimento de água, serviço essencial à manutenção da vida e da saúde pública”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Colinas: Caema é obrigada a regularizar fornecimento de água e suspender cobrança”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. EDMILSON MOURA

    Meu grande Blogueiro NETO FERREIRA, pegando o bonde da noticia, em SÃO LUIS GONZAGA DO MARANHÃO, tem este mesmo problema de água e quero humildimente pedir provindencias das autoridades constituidas, do municipio ou do nosso Estado, veja uma materia feita pelo BLOG DO REBELDE SOLITÁRIO, de São Luis Gonzaga do Maranhão, e vamos a MATERIA, meu grande NETO FERREIRA, internautas e o mundo.

    LATA D’ ÀGUA NA CABEÇA

    Voltando ao tempo de nossos avós, colocando a lata d’água na cabeça. Há uns dois meses , quando o nosso sistema de abastecimento de água pifou parcialmente, nós aqui da CAEMA comunicamos o fato ao nosso gerente e o mesmo nos disse que não podia fazer nada pelo nosso sistema, pelo menos por enquanto. Comunicamos também em vão a presidenta da câmara municipal, por ser um órgão responsável pelo bem estar da população. Segundo a vereadora ela comunicou o fato ao prefeito e também mandou um oficio a gerência em Pedreiras convidando o gerente até aqui para discutir o problema. Entretanto até agora nem os políticos resolveram nada e nem tampouco o ofício chegou em pedreiras.
    Enquanto as lideranças do povo estão guerreando egoisticamente, ou melhor dizendo irresponsavelmente, o resultado para o povo é esse aí, lata d’água na cabeça.
    Eu como funcionário da CAEMA, responsável pela operação do sistema , como não tenho condições de prestar um serviço de qualidade por irresponsabilidade dos outros, principalmente desses políticos fuleiros de nossa cidade, que para se eximirem de suas responsabilidades culpam o funcionário, no caso eu, que estou no mesmo barco e aviltado pelo mesmo sistema perverso de governo.
    Mas nem tudo está perdido, por minha inquietação com as irregularidades administrativas de nosso município, em dizer mostrar e provar para o povo quem são os verdadeiros responsáveis pelo que acontece de ruim em nosso município, e por conta das denúncias que a postamos aqui no blog, com 5 mil acessos por mês eles ficam com vergonha e algumas pequenas coisas vêm mudando, por exemplo, agora mesmo eles viram que a CAEMA não está brincando já estão falando de comprar a bomba que pifou.
    Resumidamente, a maior preocupação do governo Maria José é impressionar o povo com propaganda enganosa, principalmente os de fora, tentando empurrar goela a baixo do povo uma realidade administrativa que não existe em nosso município. Está é a realidade.
    Ass. Edmilson Moura
    Celular (99)81233244
    Saaão Luis Gonzaga do Maranhão.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários