Judiciário

Desembargador do Tribunal de Justiça pode ser denunciado no CNJ

Desembargador Raimundo Barros.

Desembargador Raimundo Barros.

Raimundo Barros, desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-Ma), deverá ser denunciado por violação dos deveres funcionais. A denuncia será feita no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), pela suposta parcialidade em julgamentos, favorecendo, assim, parte processual.

Washington Oliveira, candidato a prefeito de Bacuri, seria a parte favorecida. Ele é considerado ficha suja pela justiça de primeiro grau, inclusive, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

O magistrado prolatou duas decisões liminares que afasta a inelegibilidade de Washington. Barros ignorou decisão do desembargador José Jorge, que extinguia mandado de segurança.

Chama atenção, também, o fato de aliados de Washington espalhar em Bacuri que nova decisão da justiça vai retirá-lo da situação de inelegível. E pasmem: a decisão seria dada pelo desembargador Raimundo Barros.

O processo de número 0591602016 – um agravo de instrumento interposto por Washington – está concluso sob a relatoria de Barros.

Portanto, advogados produzem peça relatando todo o episódio ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários