Judiciário

Juiz manda incluir consórcio que foi desclassificado da licitação do transporte

Em sua decisão, o magistrado afirmou que a proposta do Consórcio Nova Ilha é válida e não tinha razão para ser desclassificada do processo.

O juiz titular da 7ª Vara da Fazenda Pública, José Brígido Lages, que estava respondendo pelo Plantão Judicial, determinou que a Comissão Permanente de Licitação (CPL), incluísse o Consórcio Nova Ilha no certame.

Em razão disso, a sessão de julgamento das propostas das empresas que pretendem operar no transporte público de São Luís, marcada para hoje (4) às 9h, foi suspensa e adiada para às 14h.

Em sua decisão, o magistrado afirmou que a proposta do Consórcio Nova Ilha é válida e não tinha razão para ser desclassificada do processo.

José Brígido Lages declarou que a desclassificação do Nova Ilha é um grave erro e mandou a CPL incluir novamente o Consórcio, caso isso não ocorra todo o processo licitatório será suspenso.

IMG-20160704-WA0047

IMG-20160704-WA0041

IMG-20160704-WA0042

IMG-20160704-WA0043

IMG-20160704-WA0044


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários