Educação / Judiciário

Juiz suspende taxa ilegal da escola Maple Bear

Em caso de descumprimento da sentença, a escola Maple Bear terá que pagar uma multa diária no valor de R$ 5 mil.


Acolhendo o pedido da Ação Civil Pública ajuizada por Ministério Público do Maranhão, a Justiça, por meio do juiz Clésio Coelho Cunha, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, concedeu medida liminar, no dia 18 de dezembro, determinando a suspensão da cobrança da taxa de franquia, no valor de U$ 700 (setecentos dólares), exigida pela escola Maple Bear Canadian School, localizada no bairro Renascença, em São Luís.

Há cinco anos, a taxa, que consta em cláusula contratual da escola como taxa educacional, é cobrada aos pais como condição para a efetuação da matrícula ou rematrícula dos alunos. A escola exige o pagamento em dinheiro ou por meio de cartão de crédito internacional, com efetuação de transferência online.

O Código Civil veda expressamente, no artigo 318, o pagamento em moeda estrangeira de qualquer que seja a convenção. A Lei 10.192/01, que dispõe sobre medidas complementares ao Plano Real, também proíbe qualquer cobrança em moeda estrangeira.

“Ante o exposto, defiro o pedido de antecipação dos efeitos da tutela e, por conseguinte, determino à ré que suspenda a cobrança da taxa de franquia ou taxa educacional, bem como para determinar que a escola ré se abstenha de condicionar a realização da matrícula ao pagamento da taxa em alusão” concluiu o magistrado, Clésio Cunha, em sua decisão.

Em caso de descumprimento da sentença, a escola Maple Bear terá que pagar uma multa diária no valor de R$ 5 mil.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Juiz suspende taxa ilegal da escola Maple Bear”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. José Iran

    Ah!! quer dizer que são os pais que devem pagar a franquia,e em dólares?é muita cara de pau e incompetencia pois,esse complexo educacional não tem HUM advogado que saiba que é proibido qualquer tipo de contrato em moeda estrangeira?

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários