Judiciário

Prefeita de Presidente Vargas e secretários fraudam licitação

Ana Lúcia Rodrigues Cruz Mendes, prefeita de Presidente Vargas

Ana Lúcia Rodrigues Cruz Mendes, prefeita de Presidente Vargas

Gestores do município de Presidente Vargas foram acionados pelo Ministério Público Federal do Maranhão, por terem fraudado processo licitatório para prestação de serviços de locação de veículos leves, pesados, máquinas e transporte escolar.

A denúncia refere-se a gestão da prefeita Ana Lúcia Rodrigues Cruz Mendes, nos anos de 2013 e 2014, com a participação dos secretários municipais, Inaldo Sosa Frazão e Walterlino de Jesus Uchôa Costa, acusados de improbidade administrativa. Dois empresários também foram acionados pelo MPF/MA, Washington Mendes Sampaio e Paulo Henrique Santos Aguiar, responsáveis pela empresa Hidrata Construções Ltda, que foram favorecidos pelo pregoeiro Ronaldo Silva de Oliveira.

A empresa recebeu da prefeitura pela licitação na modalidade pregão – 1,5 milhão de reais. Segundo investigações foram constatadas uma série de irregularidades nos procedimentos para contratação da empresa, entre elas a insuficiência da publicidade para a licitação nos Diários Oficiais do Estado e da União e em veículos de grande circulação, indicação de marcas sem justificativa técnica, superfaturamento da locação devido serviços de subcontratação ilegal, entre outras.

O grupo poderá responder por prestação de serviço inadequado, uso de veículos irregulares que eram conduzidos por motoristas não habilitados na categoria exigida e contratação de carros “pau de arara”, colocando em risco à segurança dos estudantes.

Na ação, o MPF/MA requer a condenação dos demandados na suspensão dos direitos políticos, multa civil, ressarcimento ao erário e proibição de contratação com o poder público.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Prefeita de Presidente Vargas e secretários fraudam licitação”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Bertin

    O marido dela passou um ano preso no caso da morte de um ex prefeito, o cunhado é conhecido em falsificar assinatura de prefeitos para ficar debitando valores de contas públicas, os filhos são os lavadores das verbas e tem ramificações com as prefeituras de Vargem Grande, Buriti de Inacia Vaz, Nina Rodrigues e Mata Roma.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários