Judiciário

Promotor diz que perfil de gaúcha com ofensas ao MA pode ser falso

Inicialmente, ele considerava certo que a autora das ofensas era real. Agora ele apura a hipótese de que a página seja uma montagem.

O promotor de Justiça Joaquim Júnior, de Imperatriz (MA), disse nesta terça-feira (3) que pode ser falso o perfil no Facebook investigado por ele em um suposto caso de ofensas contra o Maranhão. Inicialmente, ele considerava certo que a autora das ofensas era real.

O caso surgiu no domingo (1º), quando começou a circular nas redes sociais uma página em que uma pessoa identificada como Isabela Cardoso, de 24 anos, se diz gaúcha e afirma que “a cultura maranhense é horrível, o carnaval é um lixo”, que “a maioria das mulheres são piriguetes e os Homens malandros” e que mais da metade das pessoas é semianalfabeta.

Segundo o promotor, depois que o caso foi noticiado, uma mulher ligou do estado do Rio de Janeiro dizendo que a imagem usada na página com as ofensas era dela e que ela não se chama Isabela. O promotor do Maranhão diz que pedirá para o Ministério Público do Rio checar a informação.

Joaquim Júnior diz que, mesmo que o perfil seja falso, ele continuará atrás do autor da página, pois considera que a agressão existiu independente da veracidade do perfil ou da imagem. (Do G1MA).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários