Judiciário

Justiça Federal confirma assedio de servidora do STJ a magistrado

Servidora acusada de assediar Juiz federal a fraudar foi devolvida ao Superior Tribunal de Justiça.

O juiz federal e diretor do Foro, Ronaldo Desterro, encaminho nota de esclarecimento após matéria veiculada no Blog do Neto Ferreira com o titulo “Bomba! Juiz Federal é assediado a fraudar precatório de R$ 12 milhões“.

A matéria relata um assedia do qual um juiz federal foi submetido a fraudar um precatório de 12 milhões e não compactuou com a irregularidade.

A acusada pela tentativa é a servidora do Superior Tribunal de Justiça, Jaqueline, que foi disponibilizada há anos para Seção Judiciária do Maranhão. Mas, depois do corrido ela foi devolvida ao seu órgão de origem.

Leia abaixo a nota na integra:

Justiça Federal de Primeiro Grau
Seção Judiciária do Maranhão
Direção do Foro

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Direção do Foro da Seção Judiciária do Maranhão, a propósito de matéria publicada nesse blog com o título “Bomba: Juiz Federal é assediado a fraudar precatório de R$ 12 milhões”, esclarece que:

1) a servidora a que faz referência a nota não foi requisitada e jamais esteve lotada na Secretaria ou nos gabinetes dos juízes federais da 8ª Vara desta Seção Judiciária, titular ou substituto, ou com eles trabalhou;

2) o fato ocorrido foi levado ao conhecimento da Direção do Foro e do juiz federal titular da 3ª Vara desta Seção Judiciária, a qual esteve vinculada a servidora;

3) por solicitação do juiz federal da 3ª Vara desta Seção Judiciária, a servidora foi devolvida ao seu órgão de origem, o Superior Tribunal de Justiça; e

4) a Direção do Foro encaminhou ao Superior Tribunal de Justiça a denúncia apresentada pelo juiz federal substituto envolvido no conflito com a servidora, porquanto ao órgão de origem cabe examinar a conduta de sua servidora e, se for o caso, aplicar-lhe sanção.

Repudiamos a forma escandalizante com que a matéria tratou do assunto. Por outra, entendemos que a publicação de dada informação, notadamente com carga de denegrimento a pessoas e/ou instituições, reclama algum esforço no sentido da ouvida dos envolvidos, tarefa que no caso, vale dizer, a despeito de sua singeleza, não foi levada a efeito por esse blog. Com efeito, a liberdade de imprensa está indissociavelmente ligada ao direito à informação (correta) de que são titulares os destinatários da notícia, razão pela qual é imprescindível a busca, menor que seja, do contraditório.

RONALDO DESTERRO
JUIZ FEDERAL DIRETOR DO FORO


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Justiça Federal confirma assedio de servidora do STJ a magistrado”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. REPÓRTER DO BONDE

    NESSA NOSSA JUSTIÇA FEDERAL ESTÁ MESMO UMA ESCULHAMBAÇÃO. NINGUEM MAIS ACREDITA EM UMA JUSTIÇA SERIA E PROBA. MESMO ESSE JUIZ AGINDO COMO AGIU,AINDA FICO COM UMA PULGA ATRÁS DA ORELHA…..QUERIA MESMO ERA SABER A VERSÃO DESSA PILANTRONA DO STJ.
    SERIA UM CASO INEDIDO,UMA SERVIDORA ASSEDIAR UM JUIZ,OU SERIA AO CONTRÁRIO. E AONDE JÁ SE VIU UM SUBALTERNO ASSEDIAR, UM MAGISTRADO,CUJO NÍVEL HIERÁRQUICO É SUPERIOR? SERÁ QUE EU NÃO APRENDI DIREITO OS ENSINAMENTO DOS MEUS MESTRES EM DIREITO DO TRABALHÕES CIVIL?

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários