Judiciário

Juiz nega pedido de prisão de líderes da greve da PM

O juiz auditor militar em São Luís, Vicente de Paula Gomes de Castro, julgou improcedente o pedido da Corregedoria da Polícia Militar (PM) para decretar a prisão de quatro líderes da greve da PM e dos bombeiros do Maranhão.

Greve da PM e Bombeiros

Greve da PM e Bombeiros

O pedido, feito ontem (24) pelo encarregado do inquérito que investiga o movimento grevista da PM do Maranhão, coronel Edilson Moraes Gomes, alega crime de desobediência, porque os militares são proibidos pela Constituição de fazer greve.

A prisão dos líderes grevistas foi requerida por meio de uma representação à Procuradoria-Geral de Justiça, solicitando a ação do Ministério Público do Maranhão à Justiça Militar.

Ontem, o Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão declarou ilegal a greve dos policiais e bombeiros militares. Na decisão, em caráter liminar, o desembargador Stélio Muniz determinou ainda a imediata suspensão do movimento de paralisação dos militares, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 200. Apesar da decisão da Justiça, os policiais mantiveram a greve e permanecem acampados em frente à Assembleia Legislativa do estado.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, nenhum incidente grave foi registrado no estado. Para garantir a segurança da população durante a greve dos agentes de segurança pública, um batalhão da Força Nacional está patrulhando em São Luís, e cidades do interior, como Imperatriz, Timon e Bacabal.

Da Agência Brasil


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Juiz nega pedido de prisão de líderes da greve da PM”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. JOSÉ RIBAMAR

    QUEM DEVIA SER PRESO NO MARANHÃO POR LADROAGEM É A ROSEANA E TODO O SEU SECRETARIADO.

  2. JOSÉ RIBAMAR

    PELO MENOS TEMOS ALGUEM NA JUSTIÇA QUE NÃO LÊ NA CARTILHA DOS SARNEY.

  3. gilmar antonio de so

    Cadê esses deputados que na verdade são um bando de paus mandados da governadora.Eles deveriam está era do lado dos trabalhadores.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários