Geral

Léo Cunha quer incluir de 26 municípios no programa “Minha Casa, Minha Vida”

leo_cunha
Empenhado em resolver o problema da falta de moradia enfrentado por grande parte da população carente, o deputado Léo Cunha (PSC) já encaminhou ao governo do Estado um projeto que viabilizará a construção de casas populares do Programa Minha Casa, Minha Vida em diversas cidades.

No total, serão 26 municípios a receberem as unidades habitacionais, são eles: Davinópolis, Governador Edison Lobão, Ribamar Fiquene, Campestre, Montes Altos, Sítio Novo, Lajeado, Porto Franco, São João do Paraíso, Estreito, Carolina, João Lisboa, Buritirana, Amarante, Arame, São Francisco do Brejão, Bom Jesus das Selvas, Itinga, Senador La Roque, Cidelândia, Vila Nova dos Martírios, São Pedro D’água Branca, Riachão, Pastos Bons, São Pedro dos Crentes e Paulo Ramos.

A escolha desses municípios se deu porque o projeto do parlamentar será incluído na etapa do programa que contemplará apenas as cidades com até 50 mil habitantes. “Gostaria de ter apontado outras cidades, a exemplo de Imperatriz, Açailândia, Buriticupu e Balsas, mas só será possível em uma próxima etapa”, explica.

A construção das casas se dará da seguinte forma: as cidades com menos de 20 mil habitantes receberão conjuntos com trinta unidades e aquelas com população de até 50 mil contarão com grupos de 60 casas, como serão os casos de Porto Franco, Estreito e Carolina.

“Será uma conquista muito importante para várias famílias, que sofrem por não ter casa própria e, às vezes, ainda têm que abrir mão de outras coisas para pagar aluguel ou até mesmo morar de favor”, destaca Léo Cunha.

Com o projeto, o deputado garante a muita gente o acesso a um direito básico, previsto na Constituição Brasileira: o de ter uma moradia digna. E cumpre com o dever de representante legitimo da população, que é de lutar para que direitos, como esses, possam ser respeitados.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários