Geral

Complexo Parnaíba pode diminiuir tarifas de energia elétrica no Maranhão

20131108090246803679a

Apesar de estar em funcionamento desde fevereiro desde ano, o Complexo de Parnaíba, um dos maiores complexos de geração de energia termoelétrica a gás natural do país, pode trazer muitos benefícios para a população maranhense que, hoje, possui a segunda tarifa de energia mais cara do país, segundo dados divulgados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no começo do ano e a previsão é que a energia fique mais barata no estado, segundo revelou o ministro das Minas e Energias, Edison Lobão (PMDB).

Nesta quarta-feira (08/11) o Complexo do Parnaíba, localizado no município de Santo Antônio dos Lopes, a 300 quilômetros de São Luís, foi oficialmente inaugurado em cerimônia que contou com a participação da ministra das Relações Institucionais Ideli Salvatti (PT); o senador José Sarney (PMDB); o ministro do Turismo, Gastão Vieira (PMDB); a governadora do Estado, Roseana Sarney (PMDB); o secretário estadual de Infraestrutura, Luís Fernando e demais autoridades a nível local e nacional.

O empreendimento é considerado pioneiro por integrar a produção de gás natural à geração de energia e já opera com capacidade instalada de 845 MW. A informação é do ministro Edison Lobão, que acredita no potencial da região e deixou claro os benefícios econômicos, sociais e estruturais que virão com os demais prédios do complexo que serão inaugurados até meados do ano que vem.

“Acredito com essa energia vamos reverter esse quadro. Com a construção desse complexo vamos alavancar a economia do Maranhão. Gerou empregos, riquezas, esperanças. É importante para desenvolver o estado”, comentou à reportagem do jornal O Imparcial.

O complexo do Parnaíba proporcionará também ao estado se destacar não exportar energia limpa para diversas regiões do país abrangidas através do projeto do Governo Federal “Luz para Todos”. Roseana Sarney também destacou a importância de ter um polo de criação de energia a gás para desenvolver outras tecnologias e fortalecer ainda mais o polo industrial do Maranhão. “É um projeto que vai colocar o Maranhão na segunda colocação no ranking de produtores de energia de energia a gás natural, atrás apenas do Rio de Janeiro. Além disso, vamos ser o 12º produtor de energia do país até o terceiro trimestre de 2014”, observou a governadora.

Um dos motivos de orgulho para o senador José Sarney é saber que em média, 75% dos trabalhadores que participaram da construção do Complexo Parnaíba eram maranhenses. Além disso, em seu discurso, enfatizou a geração de empregos e pontuou que o Maranhão estava predestinado a ser um dos mais importantes campos de gás natural e petróleo do país. “É motivo de muito orgulho para o povo maranhense saber que Deus estava guardando gás e petróleo para nós”, afirmou.

Na abertura do evento foram transmitidos dois vídeos institucionais. O primeiro mostrando as dependências do complexo e o outro acentuando os investimentos do Governo do Maranhão destacando mais de R$ 3,8 bilhões gastos com investimentos em infraestrutura, 780 novas indústrias instaladas no estado, mais de 210 mil trabalhadores qualificados. Dos investimentos R$ 32 bilhões foram investimentos privados. Mais de 36 mil empregos diretos foram criados.

Complexo Parnaíba

Integram o complexo as usinas termelétricas Parnaíba I, Parnaíba II, Parnaíba III e Parnaíba IV. Atualmente, já estão em operação as usinas Parnaíba I (676 MW) e Parnaíba III (169 MW), fornecendo energia elétrica ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Nos próximos meses, com a entrada em operação das demais usinas, o Complexo Parnaíba deverá alcançar a marca de mais de 1.400 MW operacionais.

O gás natural que abastece as usinas do Complexo Parnaíba é produzido pelos poços produtores da Bacia do Parnaíba e representa cerca de 40% da produção em terra (onshore) do combustível no Brasil. Atualmente, o consumo de gás natural pelas usinas é de cerca de 5,5 milhões de metros cúbicos por dia. Foram decorridos apenas 18 meses do início das obras até a entrada em operação da primeira turbina do Complexo, em fevereiro de 2013. No auge da construção, chegaram a ser gerados 3.700 empregos diretos. O Complexo Parnaíba tem capacidade licenciada para alcançar até 3.722 MW. (Oimparcial)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Complexo Parnaíba pode diminiuir tarifas de energia elétrica no Maranhão”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. BOCAOOOOOOOOOOO

    EYTA POR ONDE ANDA A POLICIA FEDERAL QUE NAO APARECEU EM SANTO ANTONIO DOS LOPES JA PENSOU SE A FEDERAL APARECE POR LA TINHA PRENDIDO ESTA QUADRILA TODA ERA MUITOS BANDIDOS JUNTOS A FEDERAL PERDEU ESTA CHANCE DE METER ESTA QUADRILA TODA ATRAZ DAS GRANDES POIS ESTAVAM TODOS JUNTOS ENGANANDO MAIS UM VEZ O POVO BESTA DO MARANHAO

  2. carlos

    Boa piada!! Quero ver quem é o besta que acredita nisso!!

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários