Geral

Jovem que caiu de brinquedo na festa Playground corre o risco de ficar em estado vegetativo

Desde que foi internado num hospital São Domingos, Jhonatha teve febre e não apresentou nenhum sinal de melhora em seu quadro clínico.

O jovem Jhonatha Costa que se encontra em coma há 11 dias, após cair do brinquedo Tapetto volante, durante a festa Playground, realizada pelo Marafolia, tem 80% de risco de ficar em estado vegetativo, segundo informou o médico Emílio Carneiro que acompanha seu quadro de saúde.

De acordo com o profissional, a lesão provocada pela queda causou graves danos ao cérebro de Jhonata, por ter atingido áreas nobres da cabeça, como o córtex cerebral. “É como se o cérebro dele estivesse desligado por causa do rompimento de neurônios”, resumiu o neurologista.

Desde que foi internado num hospital São Domingos, Jhonatha teve febre e não apresentou nenhum sinal de melhora em seu quadro clínico.

Jhonata Costa

Jhonata Costa

Relembre o caso

Jhonatha Costa caiu do brinquedo Tapetto volante durante a festa “Playground” realizada no Espaço Reserva, ao lado do Shopping da Ilha, no Bairro do Maranhão Novo. Ele foi socorrido e levado ao hospital, onde permanece em coma.
No mesmo dia, a Polícia Civil determinou que fosse instaurado um inquérito para apurar as causas do acidente. A superintendente de Polícia Civil da Capital, Delegada Katherine Chaves, informou que, nesse caso, a responsabilidade era tanto dos organizadores da festa, quanto dos donos do brinquedo.

No dia seguinte à festa, já na segunda-feira (16), peritos do Instituto de Criminalística (Icrim), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Maranhão (Crea-MA) e do Grupo de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros estiveram no local para preparar um laudo técnico e identificar as causas do acidente.

O diretor do Icrim, Carlos Henrique Roxo, disse que o laudo, ainda, não está concluído e a assessoria do Marafolia – organizadora do evento – disse que não vai se posicionar sobre o assunto. ( Com informações do Imirante)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Jovem que caiu de brinquedo na festa Playground corre o risco de ficar em estado vegetativo”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. dr.maciel-Bioquimico com mestrado em São Paulo e especialização em campinas

    O problema é que os médicos de São Luis precisam estudar mais,eles jogam no escuro.O filho da Dr[ vera, cardiologista do Hospital Dutra ficou mais de 21 dias em coma profundo na UTI do São Domingos devido a um acidente de carro na litorânea com seu filho que bateu de frente com 140 Km?h em um dos postes.Os médicos ,colegas da Dr.[Vera disseram:ele não vai sobreviver,se isso acontecer ficará vegetativo,mas nada disso aconteceu o jovem saiu do coma e hoje está normal.Um médico que se prese,com conduta profissional nunca deve dizer ou dar entrevistas a blogueiro e dizer que o jovem vai ficar assim,assado.O máximo que eles devem dizer é :Ocaso é sério,é grave,mas vamos tratar com todo antiprofissionalismo médico e deixar nas mãos de Deus.Esse rapaz que foi vitima desse brinquedo está com febre a vários dias e eles não consegue dizer de onde provem a infecção,dizem ser de uma pneumonia;mas não era;pensaram ser da face ,por que essa foi quebrada na queda;mas não era,por último acharam que era uma bactéria chamada salmonela e que era do próprio organismo do rapaz.Isso é um absurdo essa bactéria é do próprio hospital,que pode ser do tubo que ele está respirando,ou da própria,é uma bactéria oriunda de hospital,ou seja,infecção hospitalar.Aqui em São Luís os hospitais não tem barreira anti bacteriana,soente o hospital Dutra possuí 70% de proteção,mas ainda é falha,há contaminação por bacterias.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários