Educação

Deputados governistas contestam denúncias sobre cortes no orçamento da educação

Deputados Magno Bacelar e Roberto Costa

Deputados Magno Bacelar e Roberto Costa

Os deputados governistas Roberto Costa (PMDB) e Magno Bacelar (PV) contestaram, na sessão desta terça-feira (19), as denúncias de cortes no orçamento destinado à educação do Maranhão. O tema já foi pautado por diversos veículos da imprensa, com declarações do próprio secretário de educação do Estado, Pedro Fernandes, anunciando que, ao contrário de corte, haverá um investimento superior a 200 milhões na área.

“Eu tenho participado das sessões e olhando uma discussão aqui voltada para o orçamento da Educação, onde tentam passar a impressão de que houve corte no orçamento da Educação. O nosso secretário, deputado Pedro Fernandes, que tem conseguido dar respostas às problemáticas da área com muita rapidez, já veio a público e disse que no Orçamento da Educação este ano não houve corte, inclusive houve um acréscimo de quase duzentos milhões”, enfatizou Roberto Costa.

O parlamentar ressaltou a tentativa do sindicato dos professores de politizar o tema para tentar ganhos políticos partidários. “O Sindicato, sem nenhum compromisso com a categoria, tenta criar um movimento, onde não se tem esse sentimento dentro da categoria. Assim foi nas manifestações, onde o presidente do sindicato, professor Júlio, tentava levar faixas em uma manifestação independente, uma manifestação inclusive que vinha do sentimento da população contra todos. Ele tentava usar o sindicato mais uma vez para uma manobra política partidária, tentando mais uma vez beneficiar o chefe dele, doutor Flávio Dino”, frisou.

Costa falou ainda sobre o avanço na educação com Estatuto do Professor, que já aguardava 20 anos para ser aprovado. “Ninguém pode discutir hoje a questão da Educação sem olhar os avanços que a governadora Roseana Sarney fez para a área. Nós aprovamos aqui o Estatuto do Professor, que era a maior reivindicação da categoria, uma reivindicação histórica. Vários governadores passaram e não conseguiram concretizar o Estatuto como direito para os professores. Foi necessário que a governadora Roseana, juntamente com o secretário Pedro Fernandes, agissem para concluir e dar esse direito aos professores” frisou.

O deputado Magno Bacelar reforçou a defesa e destacou a luta da Oposição em tentar desqualificar as ações do Governo. “Nós não podemos comparar o Maranhão de hoje com aquele Maranhão que recentemente era governado pela Oposição, essa mesma Oposição que vive hoje aqui cobrando mais recursos para educação, mais recursos para segurança, mas que quando esteve governando o estado do Maranhão não fez o que a governadora vem fazendo e hoje vive procurando fatos para querer formar uma opinião pública contrária à atual gestão, mas isso não vai à frente porque a população está reconhecendo”, finalizou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários