Educação

Aluno usa ‘cadeira quebrada’ para estudar na Fundação Nice Lobão

Alunos sofrem com situação precária no colégio Cintra.

Situação caótica na Fundação da família Lobão.

Situação caótica na Fundação da família Lobão.

Telhados danificados, estrutura metálica antiga, paredes sem pintar, portas velhas, irregularidades sanitárias e instalação elétrica precisando revisar. Estes são alguns dos graves problemas que passa a educação dos alunos do Centro de Ensino Integrado Rio Anil (Cintra), em São Luís.

Esposa de Lobão, Nice é dona do projeto Cintra.

Esposa de Lobão, Nice é dona do projeto Cintra.

Mesmo recebendo recursos públicos para manutenção, estudantes do Cintra reclamaram das péssimas condições em que se encontra o prédio. Como – por exemplo -, para conseguir estudar durante aula em um dos mais antigos colégios da cidade, um aluno tem que enfrentar 5h, usando cadeira quebrada.

Com esses e outros problemas, como goteiras, cadeiras quebradas e banheiros sujos, educadores renomados da capital acreditam que a consequência desses do descalabro resultará na evasão escolar.

Para o promotor de Justiça, Paulo Silveira Avelar Silva, alunos e professores do Cintra correm um risco muito alto.

Atualmente a Fundação Nice Lobão que pertence a esposa do ministro de Minas e Energia, senador licenciado Edison Lobão (PMDB), tem em seus quadros aproximadamente 7.800 alunos e mais de 500 professores pagos pelos cofres estaduais.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários