Crime

Adolescente de 12 anos é morta a tiros no Coroadinho, em São Luís

Uma adolescente de 12 anos foi assassinada com um tiro no peito na noite desse domingo (26), na Vila Conceição, região do Coroadinho. A vítima foi identificada como Deigliane Jardielle dos Santos de Sousa.

Segundo informações, ela chegava em casa com a mãe quando foi alvejada por suspeitos que estavam em uma caminhonete Frontier verde. Primeiramente, eles balearam um homem não identificado, que foi socorrido.

Em seguida, a garota foi atingida e levada ao Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), mas não resistiu. Não há informação sobre a motivação do crime, e nenhum suspeito foi identificado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Polícia desarticula quadrilha de assaltante de banco no interior do Maranhão

Uma operação da Polícia Civil por intermédio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), realizada nos municípios Santo Amaro, Urbano Santos e São Benedito, conseguiu prender em flagrante delito sete integrantes de uma organização criminosa especializada em explosões a caixas eletrônicos.

O bando iria explodir, nesta madrugada, o caixa eletrônico do Banco da cidade de Belágua-MA. O criminosos já realizaram o assalto ao Banco Bradesco da Cidade de Santo Amaro-MA no dia 03 de novembro 2017.

A polícia, ainda, apreendeu duas escopetas calibre 12, duas pistolas ponto 40, três coletes balísticos, sendo que dois pertence a Polícia Militar do Maranhão e um veículo.

As investigações foram realizadas pelo Departamento de Combate ao Roubo a Banco da Seic, sendo capturados José Valdemir Alves Rodrigues, de 48 anos, Cláudio Maciel dos Santos,30, Gilvan da Rocha Soares, 28, Flávio Ricardo Pereira Reis, 38, Valdeilson Moraes Silva, 28, Jucelio Marinho da Silva, 28, e Cristiane Sousa dos Santos, de 27 anos.

Após análise técnico-jurídica do Delegado de Polícia, os criminosos foram autuados pelos crimes de organização criminosa, receptação e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Eles foram encaminhados ao Centro de Observação Criminológica e Triagem de São Luís onde permanecerão à disposição da Justiça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Líder do Comando Vermelho é preso em operação, em São Luís

Na manhã desta quinta-feira (23), uma operação policial, com o objetivo de cumprir 237 mandados de busca e apreensão, foi deflagrada no bairro do Bequimão, em um conjunto de apartamentos inacabados, conhecido como “Poeirão”.

Após seis meses de investigações da Superintendência da Polícia Civil da Capital (SPCC), a ação foi realizada com o objetivo de encontrar armas que estariam escondidas em algumas unidades habitacionais do conjunto.

Uma pessoa foi presa com uma pistola. Ele foi identificado como Luan Alexandre da Silva, que seria um dos chefes do Comando Vermelho.

O superintendente da Polícia Civil da capital, o delegado Armando Pacheco, coordenador da operação, revelou que o local estaria servindo de esconderijo de integrantes de uma facção criminosa, que domina a criminalidade na região, e das armas.

Estas armas estariam escondidas em apartamentos que foram invadidos por integrantes da organização criminosa. A operação também tem o objetivo de localizar pessoas que estejam com mandado de prisão em aberto.

O conjunto de apartamentos inacabado está abandonado há vários anos e foi ocupado por várias pessoas que estariam sem moradia. Mas a polícia recebeu denúncias de uma grande comercialização de drogas no local, que seria movimentada por uma facção criminosa.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Quadrilha especializada em assalto a banco é presa no Maranhão e Piauí

Uma quadrilha de assaltantes de banco foi presa, nesta quarta-feira (22), durante a operação Tinguis, deflagrada pelas Polícias Civil do Maranhão e do Piauí. O bando já estava se preparando para assaltar o Bradesco de Parnarama no dia de hoje, Banco do Brasil de Alto Longa-PI amanhã e Correios em Codó-MA, na sexta-feira (24).

Na ação, foram cumpridos 09 mandados de prisão temporária e 13 mandados de buscas e apreensões, sendo 08 em Teresina/PI, 01 em Jerumenha/PI, 03 em Timon/MA e 01 em Parnarama/MA.

Foram presos Derlean Lisboa de Aquino, em Timon; Evangelista Pereira Barros, vulgo Vão ou Professor, em Parnarama; Pablo Vinicius Alves Silva, em Jerumenha; Natanael Damasceno Chagas, vulgo Natan; Edielson de Sousa Silva, vulgo Boy; Diego Henrique da Silva Moura; Claudio Silvano de Oliveira Lopes de Miranda, os quatro últimos em Teresina.

A polícia apreendeu dinheiro, joias, um revólver calibre 38, munições do mesmo calibre, meio tijolo de maconha, vários chips de telefones celulares e uma espada modelo “cimitarra” com Derlean;

A Operação Tinguis visa desbaratar organização criminosa envolvida em explosões a instituições financeiras. Entre os crimes as explosões dos postos de atendimento do Banco Bradesco dos municípios de Jerumenha-PI e Marcos Parente-PI (13/09/17), Caixa Econômica Federal de Timon-MA (28/08/17) e Bradesco de Duque Bacelar-MA (07/11/17).

Entre os integrantes estão Diego Henrique da Silva Moura, Warlon Thierri de Sousa Pinto e Cláudio Silvano de Oliveira Lopes de Miranda, os quais foram presos em flagrante delito no dia 19 de setembro de 2017, em Teresina-PI, pelo GRECO, após terem sido abordados com explosivos, armas de fogo e drogas.

Apesar de parte da organização criminosa ter sido presa, não se cessou o planejamento de ações ilícitas, entre elas se destaca a que ocorreu no dia 07 de novembro de 2017, em Duque Bacelar-MA, onde um dos investigados, identificado como Euaniel da Cruz Sousa, vulgo Niel, fora morto em confronto com a polícia, após explodir o Banco Bradesco daquele município.

O nome da operação é em homenagem ao município de Marcos Parente-PI, que foi fundado no lugarejo conhecido como Tinguis.

Todos serão autuados em flagrante como organização criminosa na Central de Flagrantes de Timon.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho são presos em operação da PF no Rio

A Polícia Federal (PF) de Campos dos Goytacazes, no norte fluminense, prendeu os ex-governadores do Estado Anthony Garotinho (PR) e sua esposa, Rosinha Garotinho (PR), em operação deflagrada na manhã desta quarta-feira, 22. Rosinha.

Garotinho foi levado para a sede da Polícia Federal no Rio, na Zona Portuária. Rosinha está na cidade de Campos. O pedido foi feito pelo Ministério Público Eleitoral, que apura a arrecadação de dinheiro ilícito para o financiamento da campanha dos dois.

A investigação é um desdobramento da “Operação Chequinho”, que apura fraude com fins eleitorais no programa Cheque Cidadão por Garotinho. A defesa de Anthony Garotinho informou que que só se pronunciará quando tiver acesso aos documentos que embasaram o mandado de prisão do ex-governador, “o que ainda não aconteceu”.

Os mandados de prisão foram expedidos pelo juiz Glaucenir de Oliveira, titular da 98ª Zona Eleitoral de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. O atual secretário de governo, Fábio Bastos, não é citado na investigação e nem é alvo da operação.

O ex-governador Anthony Garotinho

Uma das pontas do esquema foi revelada pelo delator Ricardo Saud, diretor de Relações Institucionais da JBS, que contou, em depoimento na Superintendência da PF no Rio no dia 24 de agosto, que repassou R$ 2,6 milhões, via caixa dois, à campanha de Garotinho ao governo do estado em 2014.

O dinheiro da JBS, segundo Saud, fazia parte de um montante de R$ 20 milhões usado pela empresa para comprar o apoio do PR ao PT na eleição de 2014. Os recursos representavam uma “poupança” referente a benefícios irregulares conquistados pela empresa, como linhas de crédito no BNDES.

Garotinho e Rosinha são acusados ainda de corrupção passiva, extorsão, lavagem de dinheiro e pelo crime eleitoral de omitir doações nas prestações de contas.

ESQUEMA ESTÁ EM ATIVIDADE, DIZ MPE

No pedido de prisão preventiva, o Ministério Público Eleitoral argumenta que a organização criminosa ainda está em atividade, tentando intimidar testemunhas e obstruir as investigações.

O esquema, segundo o MP, funcionou nas eleições de 2010, 2012, 2014 e 2016. A conexão com a JBS foi revelada por Saud e por outro delator, o empresário André Luiz da Silva Rodrigues. Ele é sócio da Ocean Link, empresa que assinou um contrato de fechada com a JBS, mecanismo encontrado pelo grupo para que o dinheiro chegasse à campanha de Garotinho. Rodrigues, dono de outra empresa que mantinha contratos com a Prefeitura de Campos, então comandada por Rosinha, narrou que foi avisado do depósito pelo policial civil aposentado Antônio Carlos Ribeiro da Silva, conhecido como Toninho – ele é apontado como um dos operadores financeiros de Garotinho.

Toninho teria ido à casa do empresário e, armado com duas pistolas, pedido a ele que sacasse os R$ 2,6 milhões em espécie no banco. Como o valor era alto, Rodrigues sacou os recursos em mais de um dia, cerca de R$ 500 mil por vez – em uma das idas ao banco, disse que foi seguido por Toninho. Durante a investigação, Renato Barros Damiano, funcionário do banco que presenciou alguns dos saques, disse à PF que foi procurado pelo policial com o objetivo de saber se ele tinha contado algo aos investigadores e se tinha informação sobre uma possível colaboração de Rodrigues com as investigações. Para o MP, é outra prova de que Garotinho e seu grupo tentavam obstruir a Justiça.

O empresário também contou na delação que colaborou, via caixa dois, com as campanhas de Garotinho a deputado federal, em 2010; de Rosinha à reeleição na prefeitura de Campos, em 2012; e com candidatos a vereadores aliados em 2016. No ano passado, Rodrigues afirma que foi procurado pelo ex-subsecretário de Governo Thiago Godoy com o pedido de doação de R$ 900 mil. A contrapartida seria a liberação de recursos que o município devia ao empresário. Rodrigues repassou R$ 600 mil, em espécie, e teve R$ 2,3 milhões pagos pela prefeitura, em dívidas referentes a serviços já executados.

Em nota, a assessoria de Garotinho e Rosinha informou que “só se pronunciará quando tiver acesso aos documentos que embasaram os mandados de prisão, o que ainda não aconteceu”.

Com informações do Estadão Conteúdo e O Globo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Acusados de matar padrasto e sequestrar enteado são presos em São Luís

A Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC prendeu 5 pessoas suspeitas de sequestrar um adolescente e executar o padrasto no São Raimundo, em São Luís.

Segundo informações da SEIC, foram presos Mauro Campos Alves Neto, vulgo Maurinho, de 24 anos; Moisias Tobias Silva Reis, vulgo Zico, de 40 anos; Tailson dos Santos Silva, o Romano, de 21 anos; Roseilton de Jesus Saraiva Corrêa, o Carioca, de 32 anos; e Taize Tobias Silva, de 25 anos. Todos são integrantes de uma facção criminosa.

Ainda de acordo com a polícia, no dia 17 de novembro, o grupo citado acima assassinou Wellington Carlos de Jesus dentro de sua residência e, logo a após, sequestrou o enteado Leonardo Silva Mendes, portador de necessidades especiais.

A SEIC afirmou que Maurinho e Carioca possuem extensa ficha criminal por homicídio, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

Após análise técnico-jurídico dos fatos realizada pelo Delegado de Polícia, os indivíduos foram autuados em flagrante como incursos no crime de Integrar Organização Criminosa Armada (Art.2, parágrafo 2 da lei 12.850/13) e foram encaminhamos ao Centro de Observação Criminológica e Triagem de São Luis-MA, onde ficarão à disposição da Justiça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Laudo comprova que Alanna Ludmilla foi estuprada pelo ex-padrasto

O laudo expedido pelos peritos criminais comprova que o sêmem recolhido no local do assassinato da menina Alanna Ludmilla, de 10 anos, pertente ao ex-padrasto da menor, Robert Serejo, que confessou ter matado a criança.

Cerca de 50 amostras de material genético foram colhidas por peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) na casa e corpo da vítima e na casa do assassino.

Segundo a polícia, o laudo dos exames no corpo da menina e em todo o local do crime, que se estende entre casa e quintal da vítima, onde ela estava enterrada em cova rasa, devem ficar prontos até o fim desta semana.

“Os laudos ajudarão a desvendar como o crime aconteceu de fato e comprovar, ou não, a presença do assassino na cena do crime”, explica o superintendênte da Polícia Técnica, Miguel Alves.

Caso Alanna Ludmilla

A criança de 10 anos foi dada como desaparecida no dia 1º de novembro, quando a mãe voltou para casa de uma entrevista de emprego e não encontrou a filha.

Alanna Ludmilla havia sido deixada sozinha por algumas horas, já que a mãe não tinha com quem deixar a menor ou poderia levar para a entrevista.

Parentes e vizinhos formam interrogados pela polícia, entre eles, Robert Serejo, ex-namorado de Jaciene Pereira, mãe de Alanna. Serejo se mostrou instável e contraditório, mas foi liberado de delegacia e desapareceu.

No dia 3 de novembro, pela manhã, vizinhos sentiram um odor forte vindo do quintal da casa, que havia sido vistoriada pela Polícia Civil e Militar e Corpo de Bombeiros. O corpo da criança estava enterrado debaixo de rejeitos de construção, com claros sinais de violência.

Serejo, que neste ponto já era o principal suspeito do crime, foi capturado por policiais militares à paisana, quando tentava sair de São Luís. Ele confessou o crime bárbaro.

Segundo Serejo, ele foi o único responsável pelo estupro e assassinato da criança de 10 anos. A menina foi morta por asfixia, sue corpo foi encontrado com um saco plástico na cabeça e com os membros amarrados.

Da Página 2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Homem que matou a ex-esposa a facadas é preso em São Luís

João Batista dos Santos, acusado de matar a ex-mulher.

Nesta segunda-feira (20), a Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa da SHPP, por meio do Departamento de Feminicídio, prendeu João Batista dos Santos, no bairro Nova República, zona rural de São Luís.

Ele é acusado de matar a ex-mulher Domingas Ladyelle Maciel, técnica em enfermagem, a facadas no dia 16 dentro da própria casa, no bairro Coroadinho.

Segundo a polícia, o assassino não aceitava o fim do casamento de 18 anos. Eles estavam separados há 3 meses.

João Batista trabalhava como porteiro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Itaqui-Bacanga.

Domingas Ladyelle Maciel, morta a facada pelo ex-marido João Batista.

O criminoso foi encaminhado para a sede da Superintendência de Homicídio, onde será autuado pelo crime de feminicídio. Em seguida, ele será recambiado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição da Justiça.

Em São Luís, esse é o 31º caso de feminicídio só este ano.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Após tentativa de estupro, grávida é morta a facadas em hotel de Santa Inês

Nesse sábado (18), uma mulher grávida de 3 meses, identificada como Daiane Costa Gomes, 19 anos, foi assassinada a facadas, após ser atacada por um hóspede do hotel onde trabalhava como recepcionista, em Santa Inês.

Segundo a polícia, Ivanildo Ribeiro, de 40 anos, que estava hospedado no hotel, tentou estuprar a jovem durante a madrugada desse sábado. A vítima lutou com o homem e foi esfaqueada.

Mesmo ferida, a mulher conseguiu chegar ao portão do local e pediu socorro. Pessoas que estavam no Terminal Rodoviário de Santa Inês, localizado em frente ao estabelecimento, ouviram os gritos e socorreram a vítima.

O portão de ferro, que estava trancado, foi arrombado e a jovem foi socorrida e levada para um hospital de Santa Inês.

Enquanto isso, um grupo de homens arrombou a porta do quarto onde o homem estava e o arrastou para fora do hotel, onde ele foi linchado até a morte. Daiane chegou ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo.

A Polícia Civil de Santa Inês está apurando o caso. O dono do hotel, funcionários e hóspedes foram ouvidos por policiais. Até o momento, a única informação sobre o assassino que foi divulgada é de que ele morava em Maracaçumé. De acordo com a polícia, Daiane era natural de Paragominas, no Pará, para onde seu corpo foi levado. Ela estava morando há apenas três meses em Santa Inês.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Adolescente é sequestrado e padrasto é morto por bandidos em São Luís

Um adolescente de 15 anos foi raptado dentro de casa por integrantes de uma facção criminosa, no bairro do São Raimundo, em São Luís. Segundo a mãe do menor, que não quis ser identificada, quatro homens invadiram a casa na sexta-feira (17), por volta das 20h, procurando pelo irmão do adolescente.

O irmão do rapaz, que se chama Leonardo, tem envolvimento em crimes e era procurado pelos bandidos para acerto de contas. Ao chegarem na casa, a quadrilha achou que o adolescente fosse Leonardo.

O padrasto do jovem, identificado como Wellington Carlos de Jesus Costa, de 40 anos, tentou intervir e explicar a confusão, mas os criminosos reagiram com tiros, matando o homem.

O adolescente foi levado pelo grupo para a Reserva da Aeronáutica, próximo ao Parque da Independência, e não foi mais localizado desde então.

No bairro, vizinhos evitam falar sobre o assunto, com medo de represálias. Equipes policiais agora buscam pelo adolescente e pelos envolvidos no homicídio.

De acordo com o delegado Felipe Freitas, da Delegacia de Homicídios, o jovem levado pelos criminosos não tem antecedentes criminais.

MA 10


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.