Crime

Ex-funcionário de farmácia é preso por ameaçar indiciado em inquérito policial

1502298840-419524485

Um homem, identificado como Marcus Vinícius Sousa Corrêa, foi preso nesta quarta-feira (9), acusado de ameaçar uma pessoa envolvida nas investigações sobre o desvio de dinheiro de uma rede de farmácias em São Luís.

Segundo informações do delegado Marcone Matos, titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), as investigações sobre o desvio de dinheiro estavam em andamento, e Marcus já havia sido chamado para depor, por ser suspeito de envolvimento no caso, mas aguardava a conclusão das investigações em liberdade.

No entanto, no decorrer do processo, Marcus Vinícius começou a ameaçar uma outra pessoa investigada no inquérito, tentando coagir o suspeito a mudar seu depoimento. Por isso, a Polícia Civil pediu à Justiça a expedição de um mandado de prisão preventiva contra Marcus. O pedido foi acatado, e Marcus Vinícius acabou sendo preso e encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, para não atrapalhar as investigações.

“Ele já tinha sido ouvido na delegacia, bem como o outro indiciado. Mas, no decorrer do inquérito policial, ele começou a ameaçar o outro suspeito, e isso começou a prejudicar o andamento do inquérito. Em razão disso, começamos a coletar as provas da ameaça e representamos pela prisão dele, que foi concedida pelo Poder Judiciário. Agora ele vai ter que explicar essas ameaças, porque o inquérito policial tem que correr de maneira célere, mas também dando a oportunidade para a outra parte” , explicou o delegado.

Ainda segundo Marcone Matos, o primeiro suspeito de envolvimento no desvio, que não teve a identidade revelada, declarou ter participação no crime e até explicou como funcionava o esquema. Já Marcus Vinícius, negou qualquer tipo de envolvimento no caso. “Ele negou ter participação, mas começou a ameaçar o outro indiciado. Se ele não tem nenhum envolvimento, será absolvido, mas não pode de forma alguma tentar prejudicar o inquérito policial. Então, a prisão dele não é, em princípio, por causa do desfalque na empresa, mas por causa das ameaças contra o outro suspeito. Marcus Vinícius foi preso para que se mantenha a ordem pública” , informou o delegado.

Sobre o esquema

As investigações apontam que funcionários da rede de farmácia conseguiam a senha da gerente e cancelavam as compras em dinheiro. Desse modo, o cliente levava os produtos, já que pagava por eles, mas o dinheiro ficava em poder dos funcionários, já que no sistema da farmácia constava que a compra havia sido cancelada.

“A empresa pensava que o objeto ainda estava na farmácia, mas o cliente já havia levado. Assim, durante um dia de trabalho, eles (os criminosos) conseguiam em torno de R$ 400 cada um, totalizando mais de R$ 700 desviados por dia. As investigações apontam que os desvios totalizaram cerca de R$ 48 mil, e o crime só foi descoberto após a empresa passar por uma auditoria. Agora, o inquérito vai continuar, pois faltam algumas coisas a serem levantadas” , declarou Marcone Matos.

Do Imirante.com


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

PRF interrompe viagem de assaltante na BR-010, em Imperatriz

IMG-20170809-WA0007

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) interrompeu a viagem de um assaltante na saída da BR-010 em Imperatriz, a 626 km de São Luís. Segundo informações dos policiais da PRF, a abordagem foi feita em frente à Unidade Operacional da PRF em Imperatriz em um ônibus que fazia a linha da cidade de Goiânia para a capital maranhense.

Ainda conforme os policiais, na fiscalização aos passageiros foi abordado um homem que informou aos policiais ter embarcado na rodoviária de Imperatriz e que teria como destino a capital do Maranhão. Ele não possuía nenhum tipo de bagagem. Somente uma sacola com um blusão e dentro dela um simulacro de arma de fogo.

Após verificações nos sistemas de segurança, foi constatado que o mesmo já respondia por roubo majorado e estava em liberdade provisória.

Diante das constatações contra o criminoso, que não teve a sua identidade revelada, foi dada voz de prisão e ele foi encaminhado para o Plantão Central da Polícia Civil em Imperatriz.

Ele foi preso pelos crimes de desobediência à decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

IMG-20170809-WA0001


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Empresário é condenado pela Justiça Federal por crimes ambientais em Carutapera

3

A Justiça Federal condenou o empresário Aguinaldo Rodrigues Caldeira pelos danos ambientais causados à Fazenda 19/Alegria, localizada na Unidade de Conservação Federal Reserva Biológica do Gurupi, no município de Carutapera. A ação civil pública foi proposta pelo Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA),

Segundo o MPF, as atividades econômicas desenvolvidas comprometem a finalidade da área de conservação, uma vez que são incompatíveis ao regime protetivo da reserva biológica. Foram constatadas várias irregularidades, dentre elas um contrato em nome de Kennedy Caldeira, filho de Aguinaldo Caldeira, no valor de R$ 200.000,00 mil em toras de madeira ilegal. Além disso a criação ilegal de gado tem ocasionado obstáculo à regeneração florestal, além da fragmentação de habitats naturais e perda da biodiversidade.

A Justiça determinou a interrupção de qualquer atividade de degradação da área, retirando o gado e apresentando projeto de recuperação ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Aguinaldo Caldeira ainda deve pagar indenização pelos danos ambientais não recuperáveis, que será revertida ao Fundo Federal de Defesa dos Direitos Difusos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

PRF prende suspeito após troca de tiros em tentativa de assalto a van, na BR-135

thumbnail_IMG-20170808-WA0016

Na manhã desta terça-feira (8), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) trocou tiros com dois assaltantes, que estavam fazendo passageiros de uma van de reféns.

Segundo a PRF, a van se deslocava saindo de São Luís para o interior do estado. Na altura do km 12,8, próximo a um posto de venda de combustíveis, na BR 135, os dois passageiros pediram parada e subiram no veículo.

Quase em frente à penitenciária de Pedrinhas, por volta das 9h30, os dois homens anunciaram o assalto e indicaram um local para onde o condutor deveria seguir.

IMG-20170808-WA0018

O condutor da van não obedeceu a ordem dos assaltantes e adentrou na área do posto PRF de Pedrinhas e parou o veiculo junto à marquise, enquanto gritava “assalto, assalto”.

Os policias responderam de pronto e trocaram tiros com um dos assaltantes, que, armado de um revólver calibre 38, conseguiu fazer uma das passageiras de refém. À vista do perigo de alvejar a vítima, os PRFs não atiraram mais. O acusado liberou a vítima e conseguiu fugir.

O outro assaltante, que portava uma faca, foi preso pelos agentes e conduzido para a delegacia da Cidade Operária (FECOP)

Uma hora depois policiais militares conseguiram prender o outro assaltante.

IMG-20170808-WA0015


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Tudo sobre:
Crime

Homem é preso com 11 kg de drogas em São Luís

thumbnail_IMG-20170807-WA0052

Um homem identificado como José de Ribamar Martins Oliveira, vulgo Zequinha, de 33 anos, foi preso, na última segunda-feira (08), com 11 quilos de drogas, na Vila Maranhão, em São Luís.

Segundo informações do Departamento de Combate ao Crime Organizado, órgão ligado à Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC, José foi preso após denúncias delatarem o tráfico de drogas na Vila Maranhão.

Os policiais e deslocaram até referido bairro e, logo conseguiram identificar a residência do suspeito, onde encontraram várias porções de maconha prensada e de crack, prontas para a comercialização.

No local, foram apreendidos 11 quilos de drogas, sendo 10 de maconha e 1 de crack.

José de Ribamar foi conduzido à Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC e, após análise técnico-jurídica da Autoridade Policial, foi autuado em flagrante delito como incurso no crime de tráfico de drogas (Art. 33 da lei 11.340/06) e será encaminhado ao Complexo de Pedrinhas, onde ficará à disposição da Justiça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Polícia Militar apreende mercadorias sem nota fiscal em São Luís

mercadoria

Policiais Militares do 6º Batalhão fizeram uma apreensão de mercadorias clandestinas em duas casas no bairro Jardim São Cristóvão em São Luís. Tapetes, brinquedos, roupas e produtos eletrônicos em grande quantidade, estavam armazenadas em caixas e não tinham notas fiscais.

A operação foi desencadeada após os policiais receberem denúncias de moradores próximos a residência . Em relato a polícia, os moradores afirmam que os produtos eram vendidos clandestinamente nas duas residências. “Moradores relataram que há vários dias tinha dois indivíduos comercializando produtos eletrônicos, e em posse dessas informações fomos até a casa que nos foi informado”, conta o soldado Fonseca, do 6ª Batalhão da Polícia Militar.

Após a chegada da polícia no local, uma pessoa que estava em uma das das casas fugiu. A Policia Militar acredita-se que por conta da grande quantidade de mercadoria, os artefatos devem ter sido roubados de uma transportadora.

O caso, registrado no Plantão Central da Cidade Operária, está sendo investigado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Polícia Federal e Ibama deflagram operação contra crime ambiental em Buriticupu

IMG-20170803-WA0081

A Polícia Federal (PF), em conjunto com o Ibama, ICMBio, Ministério Público do Trabalho (MPT), e Auditores Fiscais do Trabalho (MTE) realizou nesta quarta-feira (2), no sudoeste do estado do Maranhão, a Operação MARAVALHA II com o objetivo de combater a prática de crimes ambientais ligados à extração, ao transporte e à comercialização ilegal de madeira proveniente da Terra Indígena Caru, da Terra Indígena Araribóia e da Reserva Biológica do Gurupi.

Foram fiscalizadas quatro serrarias clandestinamente instaladas no município de Buriticupu/MA, sendo duas na zona rural. Tais estabelecimentos tem fortes indícios de receptarem madeira ilegalmente extraída de Terras Indígenas e de unidade de conservação federal, o que configura situação de flagrante delito dos responsáveis.

Durante o desencadeamento da Operação houve uma prisão em flagrante, de um dos donos de serraria, a desmobilização completa dos estabelecimentos ilegais encontrados, além da apreensão de 56,287 m³ de madeira serrada, 91 toras, e 75 sacos de carvão.

IMG-20170803-WA0080

O MPT e MTE também identificou vários trabalhadores em situação irregular, sem os equipamentos de proteção adequados e sem o pagamento correto das verbas trabalhistas, e ainda alguns casos de trabalho infantil.

Os investigados responderão por crimes de receptação qualificada (art. 180, §1° do CPB), ter em depósito produto de origem vegetal sem licença válida (art. 46, parágrafo único, da Lei 9.605/98), dentre outros.

Participaram da ação policiais federais lotados na Superintendência da PF no Maranhão, servidores do Ibama, procuradores do Ministério Público do Trabalho, Auditores Fiscais do Trabalho e servidores do ICMBio, totalizando cerca de cinquenta pessoas.

A operação foi batizada de MARAVALHA II, termo que denomina os restos da serragem de madeira em serrarias, uma vez que o objetivo foi desmobilizar as serrarias irregulares remanescentes da operação MARAVALHA realizada em março de 2017.

IMG-20170803-WA0082

IMG-20170803-WA0083

IMG-20170803-WA0084


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Polícia realiza apreensão em oficina de desmanche ilegal de carros em São Luís

apreemde-foto

A polícia realizou na quinta-feira (2) uma apreensão em uma oficina situada no bairro Areinha, em São Luís, que estaria funcionando como local de desmanche de veículos. Segundo a polícia, a oficina estava sendo monitorada e assim que os policiais chegaram, quem estava no local conseguiu fugir.

Na oficina, a polícia encontrou um veículo que estava sendo desmontado. As peças que estavam sendo usadas nele pertenciam a outro carro de cor diferente e com a numeração do chassi raspada.

A polícia vem investigando a oficina há algumas semanas e chegando ao local os policiais constataram que os carros eram desmanchados. A oficina fica situada em um bairro residencial. Os vizinhos, que não quiseram gravar entrevista, disseram que nunca suspeitaram que no local funcionasse um desmanche de veículos.

Os policiais afirmaram que vão fazer perícia nas peças para identificar se os carros são roubados.

O titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, Jeffrey Furtado, diz que o grupo que vinha sendo monitorado já tinha uma forma específica de agir. “O veículo sofre um acidente, capota, vira várias vezes e aí a sua lataria todinha, como a parte do chassi, portas, vidros quebram e estragam e, então para você comprar essas peças na concessionária e montá-los sai mais caros que comprar um próprio veículo. Então as vezes, eu não estou dizendo que é nesse caso aqui, eles compram um veículo roubado semelhante e tiram essas peças do veículo roubado e colocam nesse veículo que foi sinistrado”, finalizou.

Do G1,MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Amigo de Flávio Dino é preso em Pernambuco acusado de matar 12 pessoas no Maranhão

thumbnail_IMG-20170727-WA0080

Empresário e fazendeiro, Sebastião Patrick Campos de Almeida Souza, e o governador do Maranhão, Flávio Dino.

O amigo do governador Flávio Dino (PCdoB), o empresário e fazendeiro, Sebastião Patrick Campos de Almeida Souza, de 33 anos, foi preso nesta quinta-feira (27), no município de Custódia, sertão de Pernambuco, que estava foragido da Justiça. Ele é acusado de cometer 12 homicídios no Maranhão.

Durante a campanha eleitoral de 2014, Patrick foi uma das lideranças políticas do governador Flávio Dino (PCdoB), em Maracaçumé. E se tornou amigo pessoal do comunista, pois todas as vezes que o gestor visita a cidade, vai a fazenda do acusado para participar de almoços oferecidos por ele.

A prisão do fazendeiro se deu em um cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão, e contou com as Forças de Segurança do Maranhão e de Pernambuco.

Segundo informações policiais, Patrick foi detido quando entrava em um táxi, na porta de sua casa, pelo Comando de Operações e Recursos Especiais (Core) de Pernambuco e e pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), vinculado à Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa do Maranhão (SHPP). Com o empresário, foi apreendida uma pistola Glock calibre 380, contendo 16 munições intactas.

De acordo com o delegado Tiago Bardal, titular da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), o amigo do governador é considerado de alta periculosidade.

WhatsApp-Image-2017-07-27-at-15.05.33

O empresário e fazendeiro, Sebastião Patrick Campos de Almeida Souza, preso em Pernambuco.

Patrick é proprietário de uma fazenda no Maranhão, onde está sendo deflagrada uma operação da Polícia Civil maranhense com 15 equipes e um helicóptero, para o cumprimento de mandados de prisão em Governador Nunes Freire e, também, na capital.

A Polícia Civil pernambucana revelou que o fazendeiro integra uma quadrilha conhecida em Recife como “Demônios da Ilha” (DI), que atua nas comunidades Santo Amaro, localizada na área central da cidade; Chié e Ilha de Joaneiro, no bairro Campo Grande, na zona norte. Ao delegado João Leonardo, o suspeito confessou um assassinato ocorrido em Itamaracá/PE.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Mães são presas após deixarem filhos sozinhos para curtir festa em São Luís

Mulheres deixaram os filhos em casa para curtir festa em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Mulheres deixaram os filhos em casa para curtir festa em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Duas mulheres foram presas após deixarem os filhos, de 10 e 12 anos, além de um bebê recém-nascido, sozinhos em casa para curtir festa em São Luís. A Polícia Civil chegou até as suspeitas após denúncia de abandono de incapaz verificada pelo Conselho Tutelar. Elas foram presas nesta quarta-feira (26) no bairro Vila Janaína.

As irmãs Alexandra Sanches Sousa e Michele Santos Sousa foram presas em flagrante porque, segundo a polícia, deixaram seus filhos sozinhos. Ao saberem que o Conselho Tutelar estava resgatando as crianças, as duas voltaram alcoolizadas para casa.

As crianças disseram a polícia que sempre ficavam sozinhos e que uma delas pagava R$ 10 para que os dois mais velhos cuidassem do bebê de três meses. As duas mulheres foram presas pelo crime de abandono de incapaz e podem ficar presas por até três anos.

Segundo o defensor do núcleo da criança e do adolescente, Davi Rafael, é caracterizado crime de abandono de incapaz quando o responsável pela criança a coloca em situação de risco deixando a criança sozinha sem um responsável.

Quem comete pode perder a guarda do filho. A criança pode até ir pra adoção. Além disso, se houver risco que cause lesão corporal ou a morte da criança por causa do abandono, a pena pode chegar a 12 anos de prisão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.