Crime

Polícia afirma que bebê sofreu abuso sexual; pais estão presos

O inquérito da Polícia Civil concluiu que a bebê Heloísa, de apenas 51 dias, sofreu abuso sexual e tortura antes de morrer. Os pais sãos os principais suspeitos do crime hediondo. Eles foram presos no dia 2 de julho em Dom Pedro.

Uma testemunha relatou que viu o pai colocando um cotonete no órgão sexual da menina que chorava, de acordo com as investigações do delegado substituto da regional de Presidente Dutra, João Marcelino.

A mãe da bebê, Natália Carneiro de Oliveira, de 18 anos, responderá por homicídio qualificado e tortura e ficará o presídio de Timon. O pai, por sua vez, por ser menor de idade, foi apreendido e transferido para um Centro de Juventude em São Luís.

Entenda

Segundo informações policiais, o pai levou a criança para o hospital na noite de 2 de julho. Na unidade, foram observadas marcas de agressões na bebê. Sem acreditar na versão dos pais, o médico acionou a polícia. Os dois foram conduzidos à delegacia.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários