Crime

Militar denuncia coronel e diz que policiais presenciaram a agressão

1494952004-431551722

O coronel da Polícia Militar, Terra Schultz, está sendo acusado de ter agredido uma policial na noite dessa quarta-feira (31), em São Luís. A militar procurou a Delegacia Especial da Mulher (DEM), na manhã desta quinta-feira (1º), para prestar queixa.

Segundo informações da delegada Wanda Moura, titular da DEM, a policial procurou a delegacia dizendo que teve um relacionamento amoroso com o coronel Marco Antônio Terra, comandante da 5ª Seção do Estado Maior Geral da Policia Militar do Maranhão, durante oito meses, e, na noite dessa quarta, eles tiveram uma discussão. A mulher afirma que, no decorrer da briga, o coronel a agrediu fisicamente com tapas no rosto, puxão de cabelo, apertões no braço e no pescoço, sendo que as agressões teriam durando cerca de três horas.

thumbnail_IMG-20170601-WA0046

“A vítima disse que parte dessas agressões foi cometida ainda dentro do Comando da Polícia Militar, sendo presenciada por outros policiais militares. Ela disse que foi feito o exame de corpo de delito e pedidas as medidas protetivas de urgência. Imediatamente quando a Delegacia da Mulher tomou conhecimento desse fato, oficiou ao comando da Polícia Militar solicitando a apresentação do coronel, que até agora não foi apresentado. A gente está aguardando a apresentação do suposto agressor e vai continuar as investigações” , explicou a delegada.

.Ainda de acordo com Wanda Moura, o comando da PM informou que está à procura do coronel Terra para que seja apresentado. Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-MA) informa que “o caso está sendo apurado pela Delegacia Especial da Mulher (DEM). A vítima já prestou depoimento e foi submetida a exames de corpo de delito. O suspeito de agressão também prestará depoimento”.

Do Imirante


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários