Crime

Mulher encontrada morta em hotel de Imperatriz pode ter sido vítima de crime passional

Elizelda Vieira de Paula Alves, de 29 anos foi morta com um tiro na cabeça.

1482767047-122229322

A bancária Elizelda Vieira de Paula Alves, de 29 anos, que foi assassinada com um tiro na cabeça, manhã desta segunda-feira (26), num hotel, localizado no bairro Bacuri, pode ter sido vítima de um crime passional. O principal suspeito é o ex-marido dela, identificado apenas como Clodoaldo. De acordo com a polícia, Elizelda levou um tiro frontal na cabeça e morreu minutos depois.

O suspeito,  após o crime, fugiu em um carro de modelo corola, cor branca. Ele teria dito aos funcionários do hotel, que a mulher estava quebrando tudo no quarto. Os funcionários, ao abrir a porta com a chave reserva, encontraram a mulher agonizando. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu), foi acionado, mas a mulher já estava sem vida.

Ela deixa dois filhos pequenos. O suspeito do assassinato tomava conta de uma lanchonete, de propriedade do irmão da vítima. Segundo informações de familiares, o casal estava separado há dois meses e a mulher, inconformada com a separação, sempre ia atrás do ex-marido, no hotel, onde ele estava hospedado. Familiares afirmam, ainda, que a relação do ex-casal era bastante complicada.

Do Imirante


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Mulher encontrada morta em hotel de Imperatriz pode ter sido vítima de crime passional”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Drix

    Já encontraram o vagabundo? Ela era maravilhosa….tinha uma inocência quase que infantil,sem maldade nenhuma…talvez por isso tenha caído na conversa desse monstro!

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários