Crime

Familiares e vizinhos da sobrinha de Sarney prestam depoimento à Polícia Civil

Único suspeito do crime, Lucas Porto, nega que tenha tido participação.

mariana_costa-339488

A Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoa (SHPP) retoma, nesta quarta-feira (16), os depoimentos sobre a morte da publicitária Mariana Costa. Segundo o secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, familiares e vizinhos da vítima vão ser ouvidos neste momento das investigações.

A polícia também voltou a ouvir o empresário Lucas Porto sobre o crime. Ele está preso desde segunda-feira (14), no Centro de Triagem de Pedrinhas.

Estes depoimentos não foram colhidos antes por conta do momento de dor da família, segundo as autoridades. Passadas as primeiras horas do impacto do crime, agora as investigações devem ser aprofundadas com detalhes que devem ajudar na elucidação do caso.

Saiba mais

Policia já sabe o que motivou cunhado a matar sobrinha de Sarney

Juíza decreta prisão preventiva de acusado de matar sobrinha de Sarney

Mariana Costa, de 33 anos, filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente da República, José Sarney foi estrangulada e morta por asfixia, no domingo (13), no próprio apartamento, no condomínio Garvey Park, no bairro Turu, em São Luís.

O único suspeito do crime é o empresário Lucas Porto. Ele é casado com uma irmã da vítima. Porto continua negando o crime, segundo advogado Jonilton Santos Lemos Júnior.

A Polícia Civil, por outro lado, acredita na participação dele por uma série de levantamentos. Nessa terça-feira (15), a polícia divulgou as imagens que comprovam que Lucas Porto esteve no aparamento de Mariana Costa no momento do crime.

A polícia ainda afirma que Lucas tentou destruir provas que o ligassem a cena do crime. Os investigadores dizem que ele apagou os registros de ligações do celular e se desfazendo das roupas. O suspeito ainda apresentava lesões no pulso, tórax e rosto – sinais de uma suposta luta corporal.

lucasporto_preso

Horas antes do crime, suspeito e vítima estavam juntos em uma igreja de São Luís e em um almoço. Eles estavam com filhas e a mãe de Mariana Costa, como registrou uma foto publicada pelo próprio Lucas Porto em uma rede social. (Com informações do G1)

Veja também

Acusado de matar sobrinha de Sarney presta novo depoimento

Sobrinha de Sarney almoçou horas antes com seu suposto assassino


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários