Crime

Casal que matou mãe da adolescente está sob tutela em São Luís

A jovem de 14 anos confessou ter matado a mãe com ajuda do namorado. No Cohatrac, populares clamaram por justiça

thumbnail_IMG-20160725-WA0048

O crime que chocou a população do estado e repercutiu nacionalmente em redes sociais do país, ainda causa comoção e revolta, principalmente após a apreensão dos dois adolescentes na manhã dessa segunda‐feira, dia 25. Populares se reuniram ontem, em frente Plantão de Polícia do Cohatrac para clamar por justiça.

A garota de 14 anos e o namorado, de 16 anos, apontados como autores do crime de assassinato de Tatiana Albuquerque Cutrim Alves, foram localizados em Santa Inês.

Revolta

Na noite dessa segunda‐feira, dia 25, guarnições de segurança se concentraram em frente ao Plantão de Polícia do Cohatrac, em São Luís. Diante da movimentação,populares se aglomeram no local. Em vídeos veiculados na internet, pessoas indignadas, aos gritos, chamam os adolescentes de ‘assassinos’ e clamam por justiça.

No entanto, o casal não chegou a ser levado até a unidade. Os adolescentes estão em São Luís. De acordo como superintende da Polícia Civil da Capital, Armando Pacheco, os dois adolescentes foram aprendidos em flagrante e conduzidos para Superintendência da Policia Civil da Capital (SPCC). “Eles não foram levados ao Plantão de Polícia do Cohatrac, para que não houvesse risco à segurança deles”, apontou.

Na manhã desta terça‐feira, o casal suspeito de homicídio foi encaminhado para a Promotoria de Justiça da Infância e Juventude, com a presença de advogados e do Conselho Tutelar.

O próximo passo do processo será a representação do caso pela promotoria e a decisão preliminar do destino dos acusados pela Justiça. “O promotor vai representar e o juiz vai decidir se os adolescentes serão internados ou entregues aos responsáveis legais. Acreditamos que o melhor seja a internação dos menores para manter a segurança deles”, declarou.

A Polícia Militar do Maranhão (PM‐MA) informou que realizará uma coletiva de imprensa às 15h para tratar sobre o caso na sede do Comando da Polícia Militar.

A apreensão do casal de adolescentes, aconteceu na manhã de ontem, dia 25, no bairro Saback, em Santa Inês. De acordo com informações da polícia, Tatiana era mãe adotiva da jovem de 14 anos, que confessou ter planejado o crime, com a ajuda do namorado de 16 anos.

Ainda segundo a PM, o rapaz teria esfaqueado a mulher enquanto a garota a segurava para facilitar a ação. Após o crime, eles fugiram para Santa Inês, onde estavam procurando uma casa para alugar. Ambos foram levados para São Luís.

IMG-20160725-WA0112
O crime teria sido motivado pela oposição da mãe ao relacionamento dos dois. Tatiana e a jovem discutiam com frequência por causa do namoro da garota. As duas teriam discutido dias antes do crime. Segundo o Coronel Machado, o namorado da adolescente confessou que deu os golpes de faca que levaram Tatiana Albuquerque Cutrim Alves à morte, e a garota o ajudou, segurando a mãe para que ele a esfaqueasse.

Após o crime, os jovens dormiram normalmente na residência, e somente na manhã de sábado, dia 23, fugiram para a cidade de Santa Inês. Jovem confessou autoria do crime “Eu comecei a sentir raiva dela desde o começo do namoro, quando começamos a discutir. Nós duas ficamos inimigas e trocávamos ‘murrada’ e a raiva foi crescendo dentro de mim. Fui eu quem planejou o crime e ele (o namorado) só me ajudou. Demos duas facadas nela e queríamos enforcar, mas ela já tinha morrido”, disse a jovem no áudio que circula pelas redes sociais.

Segundo a garota, a mãe pediu que o namorado fosse até sua residência, mas a conversa não foi agradável, resultando no crime hediondo. Detalhe, o corpo de Tatiana foi encontrado em casa, no sábado, dia 23, com uma corrente de
ferro enrolada no pescoço e perfurações nas regiões da cabeça, abdômen e braço.

Além do áudio com a confissão da suspeita, também foram divulgadas na internet algumas mensagens entre o casal no aplicativo WhatsApp, que mostra a insatisfação da mãe em relação ao namoro da filha.

Do Imparcial


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários