Crime

Polícia deve abrir inquérito para investigar agiotagem em Anajatuba

O ex-presidente da Assembleia Legislativa, Antônio Carlos Braide, pai do deputado estadual Eduardo Braide, foi apontado em depoimento prestado na Polícia Federal como um dos agiotas.

Afastado por corrupção, Hélder Aragão será investigado por elo com agiotagem.

Afastado por corrupção, Hélder Aragão será investigado por elo com agiotagem.

O superintendente Estadual de Investigações Criminais (Seic), delegado André Gossain, informou que há indícios de agiotagem na Prefeitura de Anajatuba. O relato do delegado foi baseado em provas obtidas durante busca e apensão realizada na casa de empresários, secretários e do prefeito afastado Hélder Aragão (PMDB).

Superintendente Estadual de Investigações Criminais (Seic), delegado André Gossain.

Superintendente Estadual de Investigações Criminais (Seic), delegado André Gossain.

De acordo com os documentos apreendidos, foram encontrados cheques na casa de um assessor da prefeitura. “A eventual indício de agiotagem. Tanto que cheques foram apreendido, então provavelmente estamos aguardando a perícia bem como o Ministério Público que talvez a questão da agiotagem seja tratado separado da questão de corrupção“, diz o superintendente da Seic.

A Polícia Civil trabalha na hipótese de abrir novo inquérito para investigar especificamente a agiotagem, da qual teria tentáculos de figuras bem relacionados no estado. O ex-presidente da Assembleia Legislativa, Antônio Carlos Braide, pai do deputado estadual Eduardo Braide, foi apontado em depoimento prestado na Polícia Federal como um dos agiota.

A operação realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público, com apoio dos policias da Seic começou na sexta-feria (09). Durante as buscas seis computadores e várias pastas com processos de licitação e documentos contábeis. Toda documentação passa por perícia.

Os policias cumpriram mandados de busca e apensão no apartamento de Hélder Aragão, que fica em um condomínio de Luxo na Península. Ao todo, a operação cumpriu 11 mandados de busca e apensão em São Luís e Anajatuba.

Entenda o caso

O Tribunal de Justiça do Maranhão decidiu acatar o pedido do Ministério Público, que pede o afastamento e bloqueio de bens do prefeito da cidade de Anajatuba, Hélder Lopes Aragão (PMDB) pelo motivo de improbidade administrativa.

A decisão, que determina o afastamento do chefe do Executivo, foi assinada na manhã desta sexta-feira (09), pelo desembargador Tyrone José Silva, da 3ª Câmara Criminal, que assumiu a relatório do caso após toda 1ª Câmara Criminal, composta pelos magistrados Raimundo Nonato Magalhães Melo, Antonio Fernando Bayma Araujo e João Santana, optar pela suspensão.

Os promotores investigaram contratos do Município de Anajatuba com as empresas A4 Entretenimento, M.R. Comércio e Serviços, Vieira e Bezerra LTDA, Construtora Construir, dentre outras que puderam ser identificadas no curso da investigação.

Ao realizar diligências, o Ministério Público constatou que as empresas existiam somente no papel. Algumas estavam fechadas ou indicavam endereços residenciais de pessoas que não conheciam o proprietário da empresa. Outras empresas vencedoras das licitações funcionavam sem qualquer estrutura.

Para aprofundar as investigações, o Ministério Público pediu e o Tribunal de Justiça deferiu medidas cautelares que possibilitaram o oferecimento da ação penal, com provas concretas dos fatos.

Segundo a denúncia, o “núcleo empresarial” do esquema operava por meio de empresas de fachada, com sócios-laranjas que participavam de licitações previamente acertadas com a administração municipal. O dinheiro era dividido entre os chefes da organização e os agentes públicos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Polícia deve abrir inquérito para investigar agiotagem em Anajatuba”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. BURITI DE INACIA VAZ

    Aproveita e investiga também a agiotagem do prefeito de Buriti com um empresário de Bom Jardim, o filho da prefeita de Presidente Vargas e um empresário/vereador de Santana do Maranhão.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários