Crime

Acusado de matar ex-companheira em Coroatá é condenado a 18 anos

Na ocasião, o réu teria chegado ao local e, dirigindo-se à Luzinete, perguntou para onde ela estava indo.

Em júri promovido pela 1ª Vara da Comarca de Coroatá, o réu Raimundo Nonato de Jesus, o “Raimundo Paraguai”, como é conhecido, foi condenado a 18 anos e seis meses de reclusão pelo homicídio da ex-companheira, Luzinete Rodrigues da Cruz. Presidiu o julgamento a juíza titular da Vara, Josane Araújo Farias Braga.

De acordo com o processo, o crime ocorreu no dia 11 de julho de 2012, por volta das 8h, próximo à Rodoviária do município (Centro), onde a vítima e os pais se preparavam para embarcar rumo a Codó, onde passariam alguns dias.

Na ocasião, o réu teria chegado ao local e, dirigindo-se à Luzinete, perguntou para onde ela estava indo. Ao saber do destino da ex-companheira, Raimundo teria puxado Luzinete pelos cabelos e sacado de um revólver que trazia à cintura, com o qual desferiu vários disparos de revólver contra a vítima, matando-a e fugindo em seguida, tendo sido preso dias depois no município de Vargem Grande


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários