Crime

Caso Décio: Defesa promete recorrer de condenação

Julgamento apresenta "nulidade" para defesa. Foto: Diego Torres / Imirante.com.

Julgamento apresenta “nulidade” para defesa. Foto: Diego Torres / Imirante.com.

Logo após proferida a condenação dos acusados de participação na trama que resultou na morte do jornalista e blogueiro Décio Sá, os advogados de Jhonathan de Sousa Silva e Marcos Bruno Silva de Oliveira afirmaram que vão recorrer da sentença e tentar um novo julgamento para os condenados.

No caso de Marcos Bruno, segundo Pedro Jarbas, houve uma nulidade no julgamento no que se refere ao depoimento de uma testemunhas que também é corréu no processo. O depoimento é de Elker Farias e seu testemunho foi dispensado pelo Ministério Público. Sobre a pena aplicada a Jhonathan o advogado disse apenas que vai tentar uma redução de pena. “Com relação ao Marcos Bruno nós entedemos que existe uma nulidade no depoimento da testemunha corréu. Do Jhonathan é só para reduzir a pena porque não tem como. Ele é réu confesso”, explicou Jarbas.

Ampliação da pena

A viúva de Décio Sá, Silvana Leite de Sá també disse que vai recorrer da decisão por tê-la considerado branda demais. “A gente vai recorrer e esperava mais”, disse.

O Ministério Público Estadual também acenou para a chance de pedir a ampliação das penas e o promotor Rodolfo Reis afirmou que “em relação a uma eventual possibilidade de se pedir um aumento de pena, parte do princípio de que houve um concurso de crimes triplamente qualificado e o de formação de bando ou de quadrilha” e mesmo as três qualificadoras sendo reconhecidas pelo júri, foram observadas apenas na primeira fase, na aplicaçao da pena base.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários