Crime

Homem, baleado em troca de tiros com a polícia, morre em hospital

13º Batalhão de Polícia Militar – Raposa

13º Batalhão de Polícia Militar – Raposa

Policiais militares da 3ª Companhia do 13º Batalhão, com sede no município de Raposa, travaram na manhã desta terça-feira (10), mais um confronto à bala com criminosos, que terminou com a morte de um dos suspeitos, no bairro Bom Viver. Rodrigo Silva Dias, conhecido como Rodriguinho, de 19 anos, morreu com sete tiros de pistola calibre ponto 40, segundo a PM, depois de abrir fogo contra as guarnições que participavam da Operação Saturação. De acordo com a polícia, Rodriguinho era traficante de drogas, participação em homicídios registrados em Raposa.

Depois de alvejado, Rodriguinho foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Araçagi. Devido à gravidade, o suspeito foi transferido no fim da manhã para o centro cirúrgico do Hospital Municipal Dr. Djalma Marques (Socorrão I), no Centro, onde morreu. Na permanência da Polícia Militar na unidade médica, foi informado que o suspeito foi atingido com um tiro no tórax, dois na coxa esquerda e quatro no braço esquerdo.

Perigoso

Morador da Rua Principal, no bairro Itapera (área do Cumbique), Rodriguinho, ainda de acordo com a PM, era considerado o terror da localidade, e apontado como um dos suspeitos de participação no ataque à bala ao prédio da 3ª CIA do 13º BPM, ocorrido na madrugada do dia 26 de novembro.

Com o criminoso foi apreendido um revólver calibre 38, com alguns projéteis intactos e outros deflagrados. A arma foi levada para o Instituto de Criminalística (Icrim), onde será periciada, para que as investigações apontem sua procedência. Por ter sido flagrado armado, Rodriguinho, mesmo já estando morto, deve ser investigado em inquérito policial presidido pelo delegado Ribamar Cardoso, titular de Raposa. (iMirante)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários