Crime

Mais dois assassinatos confirmam início de ano violento em Imperatriz

O início de 2012 na segunda maior cidade do estado do Maranhão tem sido muito violento no que se refere a assassinatos. Até ontem, já tinham sido registrados oito homicídios em Imperatriz em sete dias.

Com os dois homens que foram executados a tiros na noite da última sexta-feira (6).
De acordo com a Polícia Militar, os dois crimes, com características de pistolagem, aconteceram com intervalo de menos de meia hora.

Por volta de 22 horas, a vítima foi Lourinaldo Vieira da Silva, 36 anos, que foi executado a tiros quando se encontrava bebendo no “Palmeiras Bar”, localizado no Parque das Palmeiras, às margens da rodovia Pedro Neiva de Santana.

Segundo informações da Polícia Militar, Lourinaldo Vieira, que também era conhecido por “Louro”, foi executado por um homem que chegou ao local na garupa de uma motocicleta Honda BIZ, cor preta ou azul escuro. Ao perceber a presença dos seus algozes, Lourinaldo Vieira ainda tentou correr, mas foi alvejado com três tiros e morreu instantaneamente, sem que houvesse qualquer possibilidade de socorro.

Segundo informações do delegado regional de Imperatriz, Assis Ramos, Lourinaldo Vieira da Silva era acusado de tráfico de droga. “Era um dos maiores traficantes de Imperatriz”, disse Assis Ramos. Anteriormente, antes de se enveredar pelo mundo do tráfico, “Louro” era moto taxista.

O segundo homicídio da noite de sexta-feira ocorreu por volta de 22h55, em um bar localizado na Rua Tamandaré, esquina com Maranhão, no bairro São José do Egito. A vítima foi o comerciante Ralyson Pereira da Silva, 36 anos.

Segundo a Polícia Militar, Ralyson estava sentado na porta do bar, junto a duas mulheres, quando chegaram dois homens em uma motocicleta Honda BIZ, de cor preta ou azul escuro. Da mesma maneira ocorrida no primeiro homicídio da noite, o homem da garupa desceu e disparou três tiros contra Ralyson, que morreu instantaneamente. O corpo de Ralyson, que segundo informações comercializava ouro, ficou do jeito que ele estava, ou seja, sentado na cadeira do bar.

Acerto de contas – Os dois casos foram registrados no Plantão Central da 10ª Delegacia Regional de Imperatriz e nesta segunda-feira (9) serão repassados para as delegacias de origem, ou seja, 5º DP na Vila Lobão, no caso de Lourinaldo, e 4º DP, no caso de Ralyson.
O delegado Assis Ramos informou que, pelas características, a primeira linha de investigação para os dois crimes é que tenha sido por encomenda, por acerto de contas.

Fonte/ O Progresso


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários