Cidade

Prefeito de São Luís obriga populares a tomarem iniciativa por não executar serviço em bairro

Moradores da Rua Tomé de Sousa passaram o dia fazendo limpeza na área

Moradores da Liberdade limpando as ruas

Moradores da Liberdade limpando as ruas

Quando a população é obrigada a tomar iniciativas pelo poder público é um sinal de que a administração do município não anda bem, isso é fato.

Enquanto o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, anda anunciando obras infinitas em alguns bairros de São Luís com om programa “Mais Asfalto”, outros esperam, há anos, por uma solução simples, uma atitude que sem dúvida faria diferença em sua gestão.

A exemplo dos moradores da Rua Tomé de Sousa, na Liberdade, que passaram o dia fazendo faxina no logradouro, desentupindo as valas e esgoto que causam mau cheiro em suas residências.

Detalhe, o material utilizado para fazer reparos saiu do bolso dos populares, que sem dúvida pagam impostos mensalmente para ter esse tipo de demanda atendida.
Infelizmente em um estado chamado Maranhão, tudo é possível.

Veja o vídeo de desabafo de um morador:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

5 comentários em “Prefeito de São Luís obriga populares a tomarem iniciativa por não executar serviço em bairro”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Laura

    Rua asfaltada, galeria de esgoto feita, tudo certinho ai, mas galera nunca ta satisfeita mesmo, não podem limpar sua própria sarjeta, querem que a prefeitura faça. O povo quando se botar pra fazer politicagem, eles fazem a qualquer custo.

  2. JOSÉ

    AGRADECEM POR NÃO ESTAR NA LAMA OU NA POEIRA.

  3. Maria Silva

    Na minha rua, na minha casa, sempre limpei e nunca morri por causa disso, vocês querem é fazer graça, esse tal de Cesar Bombeiro deveria era trabalhar, se aproveitando dos caras que tão limpando sua porta de boa e incentivando-os contra os governos.

  4. Baldez

    Porra, assim é foda, o povo não quer mais nem limpar a porta da sua própria casa, isso é culpa do PT com esse bolsa família, daqui a pouco eles vão colocar as roupas sujas e as louças na porta pro Flavio Dino passar e lavar. kkkkkkkkkkkkk é muita molecagem isso ai.

  5. maria

    Onde está precisando de um multirão mesmo é nas escolas que muitas estão em estado caótico, um exemplo é a UEB Alberto Pinheiro, há 4 anos fechada tomada por mato e lixo esperando uma reforma que a atual gestão alega não ter verba para reformar.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários