Cidade

A palhaçada da Caema…

“Não podemos mais viver nesta situação, o nosso dinheiro já é pouco e gastamos quase a metade comprando água”, diz dona Auréa.

Foto ilustração.

Foto ilustração.

Empresas que vendem água potável em caminhões-pipa estão lucrando com a falta de água na periferia da capital.

Moradores do bairro Cidade Nova “Gapara”, próximo a Vila Embratel, estão cerca de um ano comprando água no valor de R$ 20,00.

“Não podemos mais viver nesta situação, o nosso dinheiro já é pouco e gastamos quase a metade comprando água”, diz dona Auréa.

Na última segunda-feira (11), a pedido do Ministério Público Estadual, a justiça determinou que a Caema tomasse as medidas necessárias para restabelecer, no prazo de 48 horas, o fornecimento de água no município de São Domingos do Maranhão, sob pena de multa diária no valor de R$ 20 mil.

Não só em São Domingos do Maranhão como quase toda região metropolitana de São Luís sofrem, padecem, sendo vítimas da Caema que sequer consegue solucionar a problemática da falta d’água


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “A palhaçada da Caema…”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. zeca

    Ops, eu pensei que só faltava água em barra do corda, e somente na gestão do do ex prefeito nenzin. por que teve um candidato, que por sinal até chegou a ganhar a eleição ,que andava com um papel nos palanques falando que a responsabilidade da falta de água nos bairros era da prefeitura e ele tinha como provar.

    e agora prefeito de quem é a culpa?

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários