Cidade

Max Barros vistoria obras da Via Expressa e Quarto Centenário

A primeira etapa da Via Expressa, iniciando na Avenida Carlos Cunha chegar ao Cohafuma.

Encontram-se em ritmo acelerado as obras de construção da Via Expressa e da Avenida Quarto Centenário, em São Luís. Os serviços foram vistoriados pelo secretários de Estado de Infraestrutura, Max Barros, deputados estaduais, prefeitos e outras autoridades.

Max Barros com a governadora em visita a Via Expressa

Max Barros com a governadora em visita a Via Expressa

A primeira etapa da Via Expressa, iniciando na Avenida Carlos Cunha até chegar ao Cohafuma, será inaugurada como parte da festa dos 400 anos de São Luís, afirmou a governadora Roseana Sarney. Ela revelou que a segunda etapa, que vai do Cohafuma até o Maranhão Novo serão entregue no final de dezembro. Mas já estamos elaborando um projeto para que a Via Expressa seja prolongada até o bairro do Anil, ressaltou.

Essa é uma obra de grande impacto, importante para a população que vai ganhar mais conforto e segurança no trânsito, pois serão duas pistas somente para ônibus, assinalou a governadora. No canteiro de obras do Cohafuma, onde está sendo construída uma das cinco pontes da Via Expressa, a governadora foi recebida com flores, bolo e ouviu o Parabéns a você antecipado pelo seu aniversário – festejado nesta sexta-feira (1º de junho).

O secretário de Infraestrutura, Max Barros, revelou que as obras da Via Expressa estão dentro do cronograma do governo estadual. Os dois quilômetros da Carlos Cunha até o Cohafuma estarão concluídos nas festividades dos 400 anos de São Luís.

Nesse trecho teremos uma ponte e um viaduto. As demais pontes já estão sendo construídas com diversas frentes de trabalho para que todo o percurso seja concluído até o final do ano, revelou.

Com investimentos de mais de R$ 100 milhões, a obra beneficiará 300 mil habitantes. A nova avenida interligará os bairros Jaracati, Cohafuma, Vinhais e Maranhão Novo, por meio de alças acopladas às vias já existentes, que serão especialmente restauradas para a garantia de melhor fluxo de veículos. No total, terá cerca de 9 km de extensão, beneficiará mais de 20 bairros e deve atrair pelo menos 30% do total de veículos que hoje trafegam pela Jerônimo de Albuquerque, entre o Elevado da Cohama e o Elevado do Trabalhador.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários