Cidade

Greve dos rodoviários chega ao fim, após 16 dias de paralisação

O acordo agora será homologado junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MA).

Do G1 Maranhão

Após 16 dias de paralisação, a greve dos rodoviários chegou ao fim. Em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira (31), a categoria optou pela suspensão do movimento, acatando a proposta dos empresários que ofereceram o reajuste de 7% nos salários, assim como a reativação do plano de saúde e aumento no valor do tíquete-alimentação de R$ 341 para R$ 365.

Com a decisão, 100% da frota voltará a circular nomalmente a partir da 0h desta sexta-feira (1º). Nos últimos dias, apenas 50% estava circulando após acordo entre o Sindicato dos Rodoviários (STTREMA) e das Empresas (SET).

O acordo agora será homologado junto ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MA), que analisa o dissídio coletivo da categoria. Também ficou definido que nenhum motorista ou cobrador será demitido.

Insatisfação
Embora o impasse enfim tenha sido encerrado, a direção dos rodoviários garantem que os ganhos obtidos não correspondem àquilo que esperavam. “Ainda não estamos satisfeitos, porque ainda não era aquilo que queríamos. Muitos discordaram dessa posição, mas a maioria votou por encerrar o movimento”, afirmou o presidente do STTREMA, Dorival Silva.

Na avaliação do dirigente, embora as reivindicações não tenham sido atendidas em sua totalidade, ao menos mostrou um amplo pode de mobilização da categoria. “Esse foi um ponto extremanete positivo, porque mostrou que os trabalhadores estão unidos e que somos uma categoria extremamente organizada, que luta por seus direitos”, acrescentou.

No início da greve os rodoviários requeriam um reajuste salarial de 16%, aumento no valor do tíquete-alimentação e que o plano de saúde fosse reativado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários