Cidade

Sindicato mobiliza servidores da Raposa contra proposta vergonhosa do prefeito

A Associação Representativa dos Servidores Municipais Ativos e Inativos do Serviço Público de São Luis, São José de Ribamar, Raposa, Paço do Lumiar e Bacabeira promove mobilização dos servidores da área da Saúde da Raposa contra proposta encaminhada a Câmara Municipal daquela cidade pelo prefeito paraíba que exclui servidores do Plano de Cargos e Salários, destinado aos funcionários da área da Saúde.

Nelita Campos, presidente em exercício da Asismu ressalta que a proposta  deixa de fora maqueiros, auxiliares de serviços gerais, vigias e motoristas e inclui apenas enfermeiros, auxiliares de enfermagem, enfermeiros e farmaceúticosbioquimicos. “O restante dos servidores simplesmente fica invisível nesta proposta e o que é pior ela ainda provoca uma discriminação no vencimento dos servidores de nivelsuperior, pois estabelece um salário para enfermeiros e outro para farmaceútico bioquímico. Mesmo as categorias tendo formação superior”, protesta

A proposta teve o aval da secretaria de Saúde que por sinal é enfermeira e é considerada pela ASISMU uma vergonhosa proposta que deve ser alvo de protesto dos servidores da área da saúde, tanto dos que estão de fora do plano, quanto dos demais, pois ela deixa privilegiada apenas algumas categorias enquanto as demais acabaram esquecidas.

Nelita Campos lembra que no município só existe uma categoria que tem plano de cargos e salários que  é o grupo do magistério e isto só ocorreu por conta de uma grande luta desenvolvida pela Asismu que pressionou o prefeito Paraíba a cumprir a lei,. “ Os demais servidores não tem plano de cargos, são concursados e por força de lei o municipio é obrigado a criar tal plano de cargos e salários não para um pequeno grupo da saude, mas, para todos os servidores da Raposa. Inclusive no TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) assinado entre o Ministério Público e a Prefeitura, esta última ficou obrigada não só a fazer o concurso como também a instituir o Plano de Cargos e Salarios para todos os servidores” comenta a sindicalista

Ela acrescenta que esta sendo feita uma grande mobilização para que os servidores municipais da Raposa, cobrem dos vereadores o veto a esta proposta tida como discriminatória. “ Queremos tratamento igualitário para todos os servidores e por isto somos contra esta proposta do prefeito Paraíba que quer deixar muita gente de fora do plano de cargos e salários da área da saúde. Isto é inaceitável” finaliza.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários